SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.38 issue5Prevalence and duration of social security benefits allowed to workers with asthma in Brazil in 2008Electric ventilation: indications for and technical aspects of diaphragm pacing stimulation surgical implantation author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Jornal Brasileiro de Pneumologia

Print version ISSN 1806-3713

Abstract

MELO, Cromwell Barbosa de Carvalho et al. Análise e validação de modelos probabilísticos de malignidade de nódulo pulmonar solitário em uma população no Brasil. J. bras. pneumol. [online]. 2012, vol.38, n.5, pp. 559-565. ISSN 1806-3713.  http://dx.doi.org/10.1590/S1806-37132012000500004.

OBJETIVO: Analisar características clínicas e radiográficas que influenciaram o diagnóstico anatomopatológico de nódulo pulmonar solitário (NPS) e comparar/validar dois modelos probabilísticos de malignidade do NPS em pacientes com NPS no Brasil. MÉTODOS: Análise retrospectiva de 110 pacientes com diagnóstico de NPS submetidos à ressecção em um hospital terciário no período entre 2000 e 2009. As características clínicas estudadas foram gênero, idade, presença de comorbidades sistêmicas, história de neoplasia maligna ao diagnóstico de NPS, diagnóstico histopatológico do NPS, tabagismo, carga tabágica e tempo de cessação do tabagismo. As características radiográficas avaliadas em relação ao NPS foram presença de margens espiculadas, tamanho do maior diâmetro transversal e localização anatômica do NPS. Foram utilizados dois modelos matemáticos, criados em 1997 e 2007, respectivamente, para determinar a probabilidade de malignidade do NPS. RESULTADOS: Houve associações significantes entre malignidade do NPS e idade (p = 0,006; OR = 5,70 para idade >70 anos), presença de margens espiculadas (p = 0,001) e diâmetro maior do NPS (p = 0,001; OR = 2,62 para diâmetro >20 mm). O modelo probabilístico de 1997 mostrou-se superior ao de 2007 - área sob a curva [ASC] ROC = 0,79 ± 0,44 (IC95%: 0,70-0,88) vs. ASC = 0,69 ± 0,50 (IC95%: 0,59-0,79). CONCLUSÕES: Idade elevada, maior diâmetro do NPS e presença de margens espiculadas tiveram associações significantes ao diagnóstico de malignidade do NPS. Nossa análise mostrou que, embora os dois modelos matemáticos sejam eficazes na determinação de malignidade do NPS nessa população, o modelo de 1997 mostrou-se superior.

Keywords : Nódulo pulmonar solitário; Fatores de risco; Carcinoma pulmonar de células não pequenas.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese