SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.20 número4Qualidade dos lucros, decisões de investimentos e restrição financeiraFoco regulatório crônico: resistir ao consumo por impulso ou deixar acontecer? índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Gestão de Negócios

versão impressa ISSN 1806-4892versão On-line ISSN 1983-0807

Resumo

ALTAF, Mohsin  e  SHAHZAD, Arfan. “Esse é o meu trabalho” Explorando o efeito do empoderamento da marca no brand equity do funcionário: o papel mediador dos estados psicológicos críticos do funcionário. Rev. bras. gest. neg. [online]. 2018, vol.20, n.4, pp.599-618. ISSN 1806-4892.  http://dx.doi.org/10.7819/rbgn.v0i0.3952.

Objetivo:

Com base na recente demanda por descobrir a dinâmica dos estados psicológicos do funcionário sobre o branding, ou seja, da compreensão da marca e do ownership psicológico da marca pelo funcionário, este estudo tem como objetivo investigar a relação entre o empoderamento da marca, os estados psicológicos do funcionário e seus resultados, ou seja, no brand equity do funcionário. Além disso, o estudo tentou investigar o papel mediador dos estados psicológicos do funcionário, ou seja, da compreensão da marca e do ownership psicológico da marca pelo funcionário, na relação entre o empoderamento da marca e o brand equity do funcionário.

Metodologia:

O método de pesquisa foi adotado para coletar os dados dos entrevistados de bancos do setor público. Os dados foram coletados de 374 funcionários que trabalham no setor bancário usando a técnica de amostragem aleatória estratificada proporcional.

Resultados:

Os resultados deste estudo confirmam a relação positiva entre o empoderamento da marca e os estados psicológicos do funcionário, ou seja, da compreensão da marca e do ownership psicológico da marca pelo funcionário e o brand equity do funcionário. Além disso, os estados psicológicos do funcionário desempenham um papel mediador na relação entre o empoderamento da marca e o brand equity do funcionário, conforme ilustrado na teoria das características do trabalho. Estudos anteriores na literatura de branding têm girado em torno dos estados psicológicos do funcionário e seu impacto nos resultados pessoais, ou seja, no brand equity do funcionário.

Contribuições:

Com base na recente demanda por descobrir a dinâmica dos estados psicológicos do funcionário, este estudo tenta se aprofundar na teoria ao investigar a conexão entre o empoderamento da marca e o brand equity do funcionário.

Palavras-chave : Brand equity do funcionário; ownership psicológico da marca; compreensão da marca pelo funcionário; empoderamento da marca; bancos públicos.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )