SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.43 número3Cultivo de mandioca e feijão em sistemas consorciados realizado em Coimbra, Minas Gerais, BrasilComponentes de produção de mamona em função de níveis de adubação nitrogenada e desfolha índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Ciência Agronômica

versão On-line ISSN 1806-6690

Resumo

VICTORIO, Cristiane Pimentel; LAGE, Celso Luiz Salgueiro  e  SATO, Alice. Utilização de técnicas de cultura de tecidos na proliferação de brotos e enraizamento de Calendula officinalis. Rev. Ciênc. Agron. [online]. 2012, vol.43, n.3, pp. 539-545. ISSN 1806-6690.  http://dx.doi.org/10.1590/S1806-66902012000300017.

A alta demanda por material vegetal de Calendula officinalis para produção de fitoterápicos e cosméticos, configura a técnica de cultura de tecidos vegetais como uma das alternativas para o aprimoramento das culturas em curto período de tempo. Um protocolo de cultura de tecidos foi desenvolvido a partir de segmentos de plântulas de C. officinalis, no intuito de melhorar a proliferação de brotos e o enraizamento. Foi utilizado o meio Murashige e Skoog (MS½N) reduzido à metade das concentrações de NH4NO3 e KNO3, para verificar o efeito de diferentes tipos de explantes (basal, intermediário e apical), meio contendo areia de praia como suporte em substituição do agar, e o efeito de citocininas e auxinas (TDZ, tidiazuron; BAP, 6-benzilaminopurina; AIA, ácido indol-3-acético; AIB, ácido indol-3-butírico; ANA, ácido naftaleno acético) no desenvolvimento vegetal in vitro. Os resultados mostraram pronunciado enraizamento a partir dos explantes apicais, e também maior alongamento dos brotos e número de folhas. O meio sólido foi mais apropriado para as culturas de C. officinalis. A proliferação de brotos mostrou-se dependente de citocininas, com melhores resultados sob efeito de TDZ ou BAP em relação aos outros tratamentos. As plantas regeneradas a partir do meio contendo TDZ apresentaram aspecto vitrificado e deformações na morfogênese. A maior taxa de enraizamento (80%) foi obtida utilizando AIA 0.1 mg L-1. Através da propagação in vitro foram obtidas plantas de C. officinalis saudáveis e com raízes, capazes de serem aclimatizadas, e permitindo contínuo suplemento de matéria-prima.

Palavras-chave : Plantas medicinais; Brotos (Plantas); Cultura de tecidos vegetais; Reguladores de crescimento vegetal.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · pdf em Inglês