SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.44 issue1Anatomical adaptations in leaves of the quince and velame of the Brazilian caatinga author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Article

Indicators

Related links

  • On index processCited by Google
  • Have no similar articlesSimilars in SciELO
  • On index processSimilars in Google

Share


Revista Ciência Agronômica

On-line version ISSN 1806-6690

Abstract

FISCHER, Doralice Lobato de Oliveira et al. Emergência de plântulas de porta-enxertos de pessegueiro submetidos a diferentes períodos de estratificação. Rev. Ciênc. Agron. [online]. 2013, vol.44, n.1, pp. 199-204. ISSN 1806-6690.  http://dx.doi.org/10.1590/S1806-66902013000100025.

Objetivou-se com este trabalho, avaliar a germinação e o desenvolvimento de plantas oriundas de duas cultivares de pessegueiro 'Capdeboscq' e 'Okinawa' sob diferentes períodos de armazenamento, em viveiro comercial da empresa Frutplan Mudas Ltda, em Pelotas - RS, no período de maio a dezembro de 2009. Os caroços das duas cultivares foram armazenados em embalagens de papel por um período de 120 dias, sendo realizados os seguintes procedimentos: 10 dias de temperatura ambiente + 110 dias de frio; 40 dias de temperatura ambiente + 80 dias de frio; 70 dias de temperatura ambiente + 50 dias de frio; 100 dias de temperatura ambiente + 20 dias de frio e 120 dias de temperatura ambiente. Utilizando câmara fria programada para 6 ± 2 °C. O experimento foi conduzido em blocos casualizados, com quatro repetições e 25 sementes por parcela, no arranjo fatorial 2x5 (duas cultivares e cinco períodos de estratificação). As variáveis analisadas foram: porcentagem de plântulas emergidas, altura das plantas, diâmetro do tronco medido a 10 cm do colo, índice de velocidade de emergência em campo (IVEC) e dias para obtenção de 70% de emergência. A emergência da cv. Okinawa foi próximo a zero, com isto não foi considerada para avaliação de plântulas. Para a cv. Capdeboscq verificou-se diferenças significativas apenas para a variável dias para obtenção de 70% de emergência de plântulas, 112 a 123 dias, exceto para o tratamento com maior horas de frio que não atingiu os 70% de emergência. Conclui-se que os períodos de estratificação e frio não se mostraram vantajosos para obtenção de porta-enxertos de pessegueiro destas cultivares nas condições em que foi conduzido o experimento.

Keywords : Pessegueiro; Armazenamento; Germinação.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese