SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.47 issue1Action of medicinal plant extracts on juveniles of Meloidogyne incognita race 2In vitro hardening in different enviroment and acclimatization of microplants of Comanthera mucugensis Giul. subsp. mucugensis author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Ciência Agronômica

Print version ISSN 0045-6888On-line version ISSN 1806-6690

Abstract

CASTRO, Ana Hortência Fonsêca et al. Indução de calos e produção de compostos fenólicos bioativos em Byrsonima verbascifolia (L.) DC. (Malpighiaceae). Rev. Ciênc. Agron. [online]. 2016, vol.47, n.1, pp.143-151. ISSN 0045-6888.  http://dx.doi.org/10.5935/1806-6690.20160017.

Objetivou-se por este trabalho desenvolver uma metodologia para indução de calos em segmentos foliares de B. verbascifolia e avaliar a produção de compostos fenólicos bioativos. Explantes foliares foram inoculados em meio MS com 30 g L-1 de sacarose, solidificados com 7 g L-1 de agar e suplementados com 2,4-D (0; 4,52; 9,05; 18,10 µM) e BAP (0; 4,44; 8,88; 17,75 µM), na presença e ausência de luz. Após 45 dias da inoculação foram avaliados a porcentagem de indução de calos, coloração, consistência, matéria fresca e seca, teores de fenóis, flavonóides e taninos totais e o perfil cromatográfico por HPLCDAD. A indução de calos ocorreu apenas nos meios com reguladores de crescimento. A indução máxima (100%) foi observada em meios com 2,4-D e BAP combinados, na presença e ausência de luz. Foram obtidos calos friáveis e compactos com coloração amarela, verde e vermelha. Meios de cultivo contendo 4,52 µM 2,4-D + 4,44 µM BAP, na ausência de luz induziram 100% de calos friáveis, com maiores pesos fresco e seco. Os calos produziram quantidades significativas de fenóis e flavonóides totais, superiores aos teores detectados no explante inicial. Taninos totais foram detectados apenas em calos induzidos em meios contendo 17,75 µM de BAP e 4,52 µM de 2,4-D + 17,75 µM de BAP e não foram observados no explante inicial. Os compostos fenólicos bioativos detectados são derivados de ácido benzóico, p-cumárico, cinâmico, gálico e catequinas.

Keywords : Cerrado; Planta medicinal; Cultivo in vitro; Metabólitos secundários.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf epdf )