SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.47 número1Caracterização biológica e sorológica de um isolado de Squash mosaic virus e efeitos da infecção mista com vírus do gênero Potyvirus (22)Óleos essenciais de folhas de diversas espécies: propriedades antioxidantes e antibacterianas no crescimento espécies patogênicas índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Ciência Agronômica

versão impressa ISSN 0045-6888versão On-line ISSN 1806-6690

Resumo

PESQUEIRA, Afonso da Silva; BACCHI, Lilian Maria Arruda  e  GAVASSONI, Walber Luiz. Associação de fungicidas no controle da antracnose da soja no Mato Grosso do Sul. Rev. Ciênc. Agron. [online]. 2016, vol.47, n.1, pp.203-212. ISSN 0045-6888.  https://doi.org/10.5935/1806-6690.20160024.

A soja é um produto agrícola mundial, justificando investimentos para reduzir fatores adversos à sua produção como a antracnose causada por Colletotrichum truncatum. Três experimentos foram conduzidos com o objetivo de avaliar o controle da antracnose por fungicidas, isolados ou em associação, na parte aérea da soja em duas épocas de semeadura na safra 2011/12 nas condições de Dourados e Maracaju (MS). O delineamento experimental utilizado foi em blocos casualizados com cinco repetições. Os tratamentos foram: testemunha, carbendazim 250 g a.i. ha-1, piraclostrobina 66,5 g i.a. ha-1 + epoxiconazol 25 g i.a. ha-1, picoxistrobina 60 g i.a. ha-1 + ciproconazol 24 g i.a. ha-1, carbendazim 250 g i.a. ha-1 + piraclostrobina 66,5 g i.a. ha-1 + epoxiconazol 25 g i.a. ha-1 e carbendazim 250 g i.a. ha-1 + picoxistrobina 60 g i.a.ha-1 + ciproconazol 24 g i.a.ha-1. Duas aplicações de fungicidas foram realizadas, a primeira no momento da detecção da doença no estádio R2 de desenvolvimento e a segunda 19 dias após. Foi avaliada a incidência e severidade média, desfolha, altura de plantas, altura da inserção da primeira vagem, número de vagens, produtividade e massa de mil grãos. Foi realizada a patologia de sementes com enfoque na incidência de C. truncatum. O uso de carbendazim, isolado ou em mistura, controlou a antracnose da soja na parte aérea e em sementes. A aplicação de fungicidas proporcionou redução na desfolha, menor porcentagem de pecíolos doentes, maior número de vagens, maior altura de plantas e ganhos na produtividade. Carbendazim + ciproconazol + picoxistrobina apresentou esporadicamente maior controle do que carbendazim isolado.

Palavras-chave : Colletotrichum truncatum; Glycine max; Doença.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )