SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.48 número5SPEEfeito da cocção no conteúdo de compostos bioativos e atividade antioxidante nos grãos de cultivares de feijão-caupiEfeito da desfolha em diferentes estádios fenológicos do feijão-caupi sobre componentes de produção índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Ciência Agronômica

versão impressa ISSN 0045-6888versão On-line ISSN 1806-6690

Resumo

SOUSA, Massaine Bandeira e et al. Adaptabilidade e estabilidade produtiva em linhagens elite de feijão-caupi de porte semiprostrado no Cerrado brasileiro. Rev. Ciênc. Agron. [online]. 2017, vol.48, n.5spe, pp.832-839. ISSN 0045-6888.  http://dx.doi.org/10.5935/1806-6690.20170098.

Os efeitos da interação genótipos por ambientes podem ser reduzidos, utilizando-se cultivares com ampla adaptabilidade e boa estabilidade produtiva. O estudo desse tema possibilita a identificação de genótipos de comportamento previsível e que sejam responsivos às variações ambientais, em condições específicas (ambientes favoráveis ou desfavoráveis) ou amplas. Este trabalho foi realizado com o objetivo de avaliar a adaptabilidade e estabilidade fenotípica de linhagens elite de feijão-caupi de porte semiprostrado na região de Cerrado do Brasil. Foram avaliados vinte genótipos de feijão-caupi em nove ensaios VCU (Valor de Cultivo e Uso) de porte semiprostrado, no período de 2010 a 2012. Os dados de produtividade de grãos foram submetidos a análises de variância e em seguida a análises de estabilidade e adaptabilidade pelos métodos de Eberhart e Russell (1966), Lin e Binns (1988) modificado, Wricke (1965) e Annicchiarico (1992). A metodologia de Wricke (1965) demonstrou ser pouco informativa, por indicar apenas a contribuição de cada genótipo para a interação genótipo × ambiente. Os resultados obtidos pelos métodos Lin e Binns (1988) modificado, Annicchiarico (1992) e Eberhart e Russell (1966), foram mais informativos, sendo coincidentes em indicar o cultivar BRS Xiquexique e as linhagens Pingo-de-Ouro-1-2, MNC02-676F-1, MNC01-649F-2-1 e MNC02-677F-2 como os mais promissores. Essas linhagens possuem potencial para lançamento como cultivares, por apresentarem adaptabilidade e estabilidade produtiva na região do cerrado brasileiro.

Palavras-chave : Vigna unguiculata; Interação Genótipos × Ambientes; Produtividade de Grãos.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )