SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.49 número4Alterações na abundância e diversidade dos artrópodes de solo em cultivos de fruteirasProdução de composto orgânico com diferentes resíduos vegetais gerados no manejo de área verde urbana índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Ciência Agronômica

versão impressa ISSN 0045-6888versão On-line ISSN 1806-6690

Resumo

STEINER, Fábio  e  LANA, Maria do Carmo. Contribuição do K não-trocável em solos do Sul do Brasil submetidos a adubação potássica e cultivos sucessivos. Rev. Ciênc. Agron. [online]. 2018, vol.49, n.4, pp.547-557. ISSN 0045-6888.  http://dx.doi.org/10.5935/1806-6690.20180062.

Os efeitos dos cultivos sucessivos e da adubação potássica em condições de casa de vegetação na contribuição do K não-trocável para a nutrição das plantas em diferentes solos do Estado do Paraná, Brasil, foram investigados neste estudo. Amostras de nove solos coletadas na camada superficial (0-20 cm) foram submetidas à adição ou não de fertilizante potássico e a seis cultivos sucessivos de plantas (soja, milheto, trigo, feijão, soja e milho). Todas as culturas foram cultivadas em vasos de 8 L por 45 dias e, ao final do sexto cultivo foram coletadas amostras de solos para a deteminação do K trocável e K não-trocável. Foram também determinados a produção de matéria seca da parte aérea, a quantidade de K absorvido, e a contribuição do K não-trocável para a nutrição potássica das plantas. Os solos diferenciaram-se na capacidade de suprir K às plantas a curto e médio prazo, devido à ampla variação do material de origem e dos teores de K trocável e K não-trocável. Quando os solos não foram adubados com K, o cultivo sucessivo de plantas resultou em um processo contínuo de esgotamento das formas de K não-trocável e K trocável, sendo menos acentuado nos solos com maior poder tampão de potássio. Os teores de K não-trocável e K trocável aumentaram com a adição de fertilizantes potássicos, indicando a ocorrência de fixação de K pelo solo. A contribuição do K não-trocável para a nutrição das plantas durante os seis cultivos variou de 50 a 73% e de 1 a 18%, respectivamente, sem e com a adição de fertilizante potássico. Estes resultados reportam a importância das formas de K não-trocável para o suprimento deste nutriente para as plantas nos sistemas de produção agrícolas.

Palavras-chave : Cultivos sucessivos; Balanço de potássio do solo; K trocável; Capacidade tampão de potássio.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )