SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.49 número4Custos, viabilidade e riscos da produção de tomate orgânico em ambiente protegidoUso de Spirulina platensis no tratamento de efluentes de piscicultura índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Ciência Agronômica

versão impressa ISSN 0045-6888versão On-line ISSN 1806-6690

Resumo

CARDOSO NETO, Sebastião Rodrigues; RESENDE, Osvaldo; COSTA, Lilian Moreira  e  OLIVEIRA, Daniel Emanuel Cabral de. Secagem de frutos de crambe com ar natural em secador estacionário. Rev. Ciênc. Agron. [online]. 2018, vol.49, n.4, pp.592-598. ISSN 0045-6888.  http://dx.doi.org/10.5935/1806-6690.20180067.

O objetivo nesse trabalho foi avaliar o comportamento da secagem e a qualidade das sementes secas com ar natural em frutos de crambe submetidos a diferentes fluxos de ar em secadores estacionários. As secagens foram realizadas em dois períodos, uma em julho e outra em setembro do ano de 2014. O experimento compreendeu três tratamentos "A", "B" e "C" que consistiram na secagem dos frutos de crambe com ar natural em secador estacionário com fluxos de ar de 10,08 m3 min-1 ton-1; 15,05 m3 min-1 ton-1; 25,03 m3 min-1 ton-1, respectivamente e uma testemunha "T" composto por frutos de crambe com teor de água inicial sem passar pelo processo de secagem. Após as secagens, foram realizados testes de teor de água, germinação, índice de velocidade de germinação e condutividade elétrica para comparação dos tratamentos. Os dados obtidos foram submetidos à análise de variância e comparação de médias pelo teste de Tukey a 5% de significância. Dentre os fluxos de ar utilizados no experimento em ambas as secagens com ar natural nos meses de julho e setembro, não houve interferência na qualidade dos frutos de crambe. A secagem realizada no mês de setembro foi mais rápida e apresentou menor gasto e custo de energia elétrica quando comparada com a secagem realizada no mês de julho devido às melhores condições climáticas. Não houve diferença no tempo de secagem entre os fluxos de ar utilizados, porém, a secagem com ar natural utilizando o fluxo de ar de 15,05 m3 min-1 ton-1 mostrou ser mais rentável.

Palavras-chave : Teor de água; Qualidade fisiológica; Biodiesel.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )