SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.20 número2Avaliação da desmineralização do esmalte por meio de radiografias convencional, digital e digitalizadaAvaliação da atividade antimicrobiana de cada um dos componentes do cimento de Grossman índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Brazilian Oral Research

versão On-line ISSN 1807-3107

Resumo

SOARES, Janir Alves et al. Efeito da instrumentação automatizada e da associação hidróxido de cálcio e clorexidina na anti-sepsia de canais radiculares de cães. Braz. oral res. [online]. 2006, vol.20, n.2, pp. 120-126. ISSN 1807-3107.  http://dx.doi.org/10.1590/S1806-83242006000200006.

Este estudo objetivou avaliar a anti-sepsia do sistema de canais radiculares (SCR) e da região periapical (RP) proporcionada pela instrumentação automatizada associada a medicação intracanal à base de hidróxido de cálcio + clorexidina. Lesões periapicais crônicas foram induzidas em 26 raízes de pré-molares de dois cães. Após amostragem microbiológica, procedeu-se à instrumentação automatizada de 18 canais radiculares (CR) utilizando-se o sistema Profile e a solução de hipoclorito de sódio a 5,25%, com irrigação final com EDTA a 14,3%, seguida de irrigação profusa com soro fisiológico. Após se secarem os canais, foi colocada em seu interior uma pasta à base de hidróxido de cálcio P.A. associada à solução de digluconato de clorexidina a 2%. Transcorridos 21 dias, removeu-se a medicação, deixando-se os CR vazios e selados coronariamente. Após 96 horas, obteve-se a amostra microbiológica final e realizou-se o processamento histomicrobiológico pelo método de Brown & Brenn. Oito CR sem tratamento endodôntico representaram o grupo controle (G-C). Pelo teste de Mann-Whitney ao nível de 5% (p < 0,05), os procedimentos de anti-sepsia utilizados proporcionaram significativa eficácia (p < 0,05), resultando em 100,0% de CR livres de microrganismos. No G-C, verificou-se elevada incidência de vários morfotipos microbianos em todos os sítios do SCR e colônias microbianas na RP. Em contrapartida, no grupo experimental, verificou-se um padrão de infecção do SCR similar, mas menos intenso e reduzida presença de infecção extrarradicular (p < 0,05). Concluiu-se que a adequada instrumentação seguida da aplicação do hidróxido de cálcio + clorexidina proporcionou significativa eliminação de microrganismos.

Palavras-chave : Endodontia; Microbiologia; Hidróxido de cálcio; Clorexidina.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · pdf em Inglês