SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.43 número5Efeito do acabamento e polimento na estabilidade de cor de uma resina composta nanoparticulada imersa em diferentes meiosEstudo comparativo das microdeformações resultantes de cargas estáticas axiais e não axiais em próteses de três elementos implantossuportadas índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista de Odontologia da UNESP

versão On-line ISSN 1807-2577

Resumo

MATOS, Felipe de Souza et al. Efeito da laserterapia na resposta inflamatória induzida por medicamentos endodônticos implantados em tecido subcutâneo de ratos. Rev. odontol. UNESP [online]. 2014, vol.43, n.5, pp.343-350. ISSN 1807-2577.  http://dx.doi.org/10.1590/rou.2014.055.

INTRODUÇÃO:

Medicamentos endodônticos apresentam componentes tóxicos que provocam algum grau de reação inflamatória.

OBJETIVO:

Este estudo avaliou o efeito da laserterapia na resposta inflamatória causada por medicações intracanais, em tecido subcutâneo de ratos, por meio da análise quantitativa de mastócitos.

MATERIAL E MÉTODO:

Tubos de polietileno contendo as medicações foram implantados no dorso de 60 ratos, distribuídos em seis grupos: HS (pasta de hidróxido de cálcio P.A.); HL (pasta de hidróxido de cálcio P.A. e laserterapia); HPS (pasta de hidróxido de cálcio P.A. com paramonoclorofenol canforado); HPL (pasta de hidróxido de cálcio P.A. com paramonoclorofenol canforado e laserterapia); IS (iodofórmio e soro fisiológico) e IL (iodofórmio, soro fisiológico e laserterapia). Os animais foram eutanasiados oito e quinze dias após a cirurgia, as peças cirúrgicas foram removidas, processadas para inclusão em parafina e os cortes histológicos corados em Azul de Toluidina 0.2%, para quantificação dos mastócitos. A análise de variância (ANOVA) e o teste de Tukey post hoc foram aplicados para determinar diferenças significativas entre os grupos quanto ao número de mastócitos (p<0.05).

RESULTADO:

Nos grupos HL, HPL e IL houve uma diminuição de mastócitos em ambos os períodos experimentais em relação aos grupos HS, HPS e IS, porém não se observou diferença estatística significativa entre o grupo HPS e o HPL aos oito dias.

CONCLUSÃO:

A laserterapia foi eficaz em modular a intensidade da resposta inflamatória induzida pelos medicamentos endodônticos a partir da redução significativa na quantidade de mastócitos.

Palavras-chave : Endodontia; laserterapia; mastócitos; inflamação; subcutâneo.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )