SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.45 número1Características do uso de produtos derivados do tabaco entre universitários do curso de Odontologia em uma Universidade de Curitiba índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista de Odontologia da UNESP

versão On-line ISSN 1807-2577

Resumo

SILVA, Thalisson Saymo de Oliveira et al. Condutas de desinfecção, vazamento e acondicionamento de moldes de hidrocolóide irreversível por alunos de graduação. Rev. odontol. UNESP [online]. 2016, vol.45, n.1, pp.1-6.  Epub 26-Jan-2016. ISSN 1807-2577.  http://dx.doi.org/10.1590/1807-2577.06215.

Introdução

A obtenção de modelos odontológicos que representam com precisão os tecidos moldados requer do profissional muita atenção, principalmente quando se utiliza o hidrocolóide irreversível como material de moldagem.

Objetivo

Avaliar as condutas dos alunos de graduação em Odontologia em diferentes estágios sobre os procedimentos de desinfecção de moldes de hidrocolóide irreversível, vazamento e acondicionamento dos modelos odontológicos.

Material e método

Trata-se de um estudo observacional, transversal e descritivo, com amostra censitária constituída por 89 alunos matriculados nos estágios supervisionados I, II, III e IV. A coleta de dados foi realizada por meio de um formulário estruturado contendo 8 questões. Os dados foram analisados com nível de significância de 5%.

Resultado

A maioria dos graduandos (88,8%) realizavam o procedimento de desinfecção, sendo o método de desinfecção mais utilizado (64,6%) o spray de hipoclorito de sódio a 1% acondicionado em recipiente fechado. O tempo de desinfeção por 10 minutos foi o mais relatado (86,1%). Os alunos dos estágios iniciais apresentaram melhores condutas referente a proporção água/gesso, quando comparados com os alunos dos estágios finais. Em todos os estágios as condutas de vazamento e acondicionamento do conjunto molde e modelo durante a reação de presa foram negligenciadas. Verificou-se associação estatisticamente significativa entre o estágio cursado e o método de desinfecção, proporção água/pó e método de vazamento dos moldes (p<0,05).

Conclusão

Os alunos apresentam condutas adequadas de desinfeção, no entanto devem ser estimulados a utilizar a prática clínica baseada em evidências a fim de melhorar as condutas de vazamento e acondicionamento dos moldes de hidrocolóide irreversível.

Palavras-chave : Sulfato de cálcio; desinfecção; odontologia.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )