SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.45 número1Análise da capacidade de remoção de pigmentos da resina composta pelo peróxido de hidrogênio 35% índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista de Odontologia da UNESP

versão On-line ISSN 1807-2577

Resumo

FREITAS, Adriana Rodrigues de et al. Avaliação dos efeitos de métodos de descontaminação e armazenamento sobre a integridade estrutural do esmalte humano. Rev. odontol. UNESP [online]. 2016, vol.45, n.1, pp.59-64.  Epub 19-Jan-2016. ISSN 1807-2577.  http://dx.doi.org/10.1590/1807-2577.05915.

Introdução

O armazenamento de dentes para utilização em pesquisas é uma questão controvérsia e não há consenso sobre o método de tratamento mais apropriado para esta finalidade.

Objetivo

O objetivo deste estudo foi analisar a efetividade e a influência de diferentes métodos de descontaminação e armazenamento do esmalte dentário humano, a fim de manter sua integridade.

Material e método

A amostra foi constituída por 124 molares distribuídos aleatoriamente em três grupos, de acordo com o método: controle – água destilada, soluções de timol a 0,1% e de azida de sódio a 0,02%. Os testes realizados foram fluorescência a laser, microdureza de superfície e análise de perfilometria (0, 15 e 30 dias) e teste microbiológico (7, 15 e 30 dias). Os dados foram analisados por meio dos testes ANOVA e Tukey (p<0,05).

Resultado

No teste de fluorescência a laser, a solução de timol a 0,1% demonstrou ser mais viável na manutenção da integridade do órgão dentário, uma vez que este não apresentou variações significativas nos valores entre os períodos avaliados (p<0,05). A análise de microdureza de superfície evidenciou perda de estrutura dentária em todos os métodos, sendo que a azida de sódio promoveu menor perda dentária. Na análise de perfilometria observou-se perda de estrutura em todos os grupos, com maior perda no grupo azida de sódio. Nenhum dos métodos conseguiu inibir o crescimento bacteriano. Conclusão: Dentre os métodos de processamento analisados nenhum foi capaz de aliar a efetividade na descontaminação ao armazenamento com manutenção da integridade estrutural do esmalte dentário humano.

Palavras-chave : Esmalte dentário; infecção; dureza; fluorescência.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )