SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.47 número2Avaliação da prevalência e classificação dos canais mandibulares bífidos em exames de TCFC nos diferentes tipos faciaisAvaliação da dissociação iônica do hidróxido de cálcio associado ao Aloe vera como veículo índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista de Odontologia da UNESP

versão impressa ISSN 0101-1774versão On-line ISSN 1807-2577

Resumo

DURIGON, Migueli; ALESSI, Bruno Pinto; NEVES, Matheus  e  TRENTIN, Micheline Sandini. Percepção de dentistas, estudantes de odontologia e pacientes sobre a estética dentogengival. Rev. odontol. UNESP [online]. 2018, vol.47, n.2, pp.92-97. ISSN 0101-1774.  http://dx.doi.org/10.1590/1807-2577.08917.

Introdução

A procura dos pacientes pela estética dentogengival tem aumentado significativamente nos últimos anos, sendo um conceito complexo devido aos inúmeros fatores envolvidos para a obtenção da satisfação paciente/profissional. Algumas características dentogengivais podem alterar a harmonia do sorriso como por exemplo o excesso de exposição gengival.

Objetivo

Avaliar se a presença da exposição gengival tem uma influência negativa na percepção da estética dentogengival.

Material e método

180 indivíduos (60 dentistas, 60 acadêmicos de odontologia e 60 pacientes) avaliaram imagens de sorrisos de voluntários. Essas imagens foram alteradas digitalmente pelo software Adobe Photoshop™, criando diferentes situações de exposições gengivais (4 mm, 2 mm, 0 mm, -2 mm, -4 mm), e classificados pelos avaliadores através dos escores: (01) sorriso muito agradável, (02) agradável e (03) desagradável. Os escores atribuídos foram analisados por meio da ANOVA (α=0,05).

Resultado

Exposições gengivais entre 0 e 2 mm foram consideradas esteticamente agradáveis. Alterações de -4 e +4 mm foram definidas como as mais desarmônicas. O sorriso de 0 mm no sexo feminino foi considerado mais harmônico para os dentistas (1,51) e estudantes de odontologia (1,77), pelo teste t de Student (p<0.05). Na opinião dos pacientes o sorriso de +2 mm foi considerado o mais estético. Na avaliação das imagens do sexo masculino, o sorriso de 0 mm foi considerado o mais estético (p<0,05), para dentistas (1,85) e estudantes de odontologia (1,62). Os pacientes consideraram +2 mm de exposição gengival como o sorriso mais harmônico.

Conclusão

A percepção estética de estudantes de odontologia e cirurgiões dentistas foram diferentes quando comparado ao grupo dos pacientes.

Palavras-chave : Estética; sorriso; gengiva.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )