SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.47 número2Percepção de dentistas, estudantes de odontologia e pacientes sobre a estética dentogengivalInfluência de um novo método de esterilização na morfologia e propriedades físicas de dentes humanos extraídos índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista de Odontologia da UNESP

versão impressa ISSN 0101-1774versão On-line ISSN 1807-2577

Resumo

MELO, Maria Carolina de Sousa; CAVALCANTE, Larissa Cordeiro; OLIVEIRA, Lucas Vaz de  e  CARVALHO, Carmen Milena Rodrigues Siqueira. Avaliação da dissociação iônica do hidróxido de cálcio associado ao Aloe vera como veículo. Rev. odontol. UNESP [online]. 2018, vol.47, n.2, pp.98-105. ISSN 0101-1774.  http://dx.doi.org/10.1590/1807-2577.02018.

Introdução

O hidróxido de cálcio é considerado uma medicação intracanal padrão ouro e diferentes substâncias podem ser empregadas como veículo para melhorar suas propriedades. O Aloe vera é um fitoterápico popularmente conhecido por babosa e que se destaca pela sua capacidade imunorreguladora, antimicrobiana, cicatrizante e pela biocompatibilidade celular.

Objetivo

Avaliar a dissociação iônica do hidróxido de cálcio, tendo o Aloe vera como veículo.

Material e método

O extrato de Aloe vera foi obtido diretamente da folha, submetido à filtração e armazenado em tubo Falcon estéril. Foram preparados dois grupos de medicação intracanal: o grupo controle, com hidróxido de cálcio e soro fisiológico, e o grupo experimental, com hidróxido de cálcio e Aloe vera como veículo.

Resultado

Não foi verificada uma diferença estatisticamente significativa entre as médias de liberação de cálcio dos grupos (p=0,944). Quando comparados os valores de forma pareada, considerando as diferentes avaliações ao longo do tempo, foi identificada uma diferença estatisticamente significativa (p=0,015) para o grupo experimental, de modo que os valores médios da liberação de cálcio foram superiores até o 21º dia do estudo.

Conclusão

O hidróxido de cálcio, quando associado ao Aloe vera, apresentou maior dissociação iônica que quando utilizado com água destilada. Tal resultado, associado às propriedades inerentes deste fitoterápico, sugerem que a pasta de hidróxido de cálcio e Aloe vera pode ser uma alternativa viável e promissora como medicação intracanal, e melhorar o reparo apical e periapical.

Palavras-chave : Aloe vera; endodontia; hidróxido de cálcio.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )