SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 número4Metanálise dos efeitos agudos do alongamento na realização de corridas curtas de alta intensidade índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Brasileira de Educação Física e Esporte

versão impressa ISSN 1807-5509

Resumo

DETANICO, Daniele; HEIDORN, Stephanie Iara; SCHUTZ, Gustavo Ricardo  e  SANTOS, Saray Giovana dos. Aspectos cinemáticos e neuromusculares relacionados com o desempenho da saída do bloco na natação. Rev. bras. educ. fís. esporte [online]. 2011, vol.25, n.4, pp. 559-566. ISSN 1807-5509.  http://dx.doi.org/10.1590/S1807-55092011000400002.

O objetivo deste estudo foi relacionar o desempenho (distância e tempo de voo) na saída de bloco com variáveis cinemáticas e neuromusculares. Participaram 10 nadadores do sexo masculino (26,4 ± 6,6 anos, 76,4 ± 6,6 kg, 1,81 ± 0,07 m de estatura). Utilizou-se uma câmera filmadora (30 Hz) para a aquisição das variáveis cinemáticas, sendo analisadas: distância de voo, tempo de voo, altura máxima do quadril, ângulos de saída de bloco e entrada na água. Para a obtenção da potência muscular foi utilizado o "Squat Jump" realizado sobre uma plataforma de força. Foram obtidas as seguintes variáveis: altura do salto, potência e pico de velocidade. Utilizou-se estatística descritiva e correlação de Pearson para relacionar as variáveis neuromusculares e cinemáticas com o desempenho na saída de bloco, utilizando nível de significância de 5%. Encontrou-se correlação significativa do ângulo de saída com a distância (r = -0,59) e com o tempo de voo (r = 0,88), além da altura máxima com o tempo de voo (r = 0,59). Não foi observada correlação significativa da distância e do tempo de voo com as variáveis neuromusculares (p > 0,05). Com base nos resultados pode-se concluir que o desempenho na saída de bloco da natação foi relacionado com o ângulo de saída de bloco e com a altura máxima do quadril na fase aérea. A potência muscular não interferiu no desempenho nos nadadores investigados.

Palavras-chave : Natação; Força muscular; Cinemática.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · pdf em Português