SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.26 issue3Influence of using fluoxetine on run-time in treadmill in rats un trainedAnalysis of predictive equations of body fat in young taekwondo athletes author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Educação Física e Esporte

Print version ISSN 1807-5509

Abstract

LEPORACE, Gustavo et al. Comparação da ativação mioelétrica do glúteo máximo e bíceps femoral entre os agachamentos paralelo e com passada à frente. Rev. bras. educ. fís. esporte [online]. 2012, vol.26, n.3, pp. 383-389. ISSN 1807-5509.  http://dx.doi.org/10.1590/S1807-55092012000300004.

O objetivo desse estudo foi comparar a atividade mioelétrica (EMG) do glúteo máximo e bíceps femoral entre o agachamento com passada à frente e com pés paralelos. Sete indivíduos realizaram oito repetições do agachamento paralelo (AP) e com passada à frente (AF) deslocando sobrecarga relativa a 50% da massa corporal. O EMG do glúteo máximo e bíceps femoral foi capturado, filtrado por um filtro passa-banda Butterworth de 4ª ordem (20-400 Hz) e obtido valores RMS. Utilizou-se o teste de Wilcoxon para comparar o EMG normalizado entre os dois exercícios. Tanto o bíceps femoral (p = 0,041) quanto o glúteo máximo (p = 0,0059) apresentaram maior ativação no AF (30,9% para glúteo; 42,6% para bíceps) em comparação ao AP (21,2% para glúteo; 24,7% para bíceps). Apesar da ativação moderada durante a execução dos exercícios, girando em torno de 25% a 45%, a resposta foi maior, para os participantes do estudo, no AF.

Keywords : Eletromiografia; Treinamento de resistência; Quadril.

        · abstract in English | Spanish     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese