SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.60 issue2Oxytalan elastic and collagen fibers during the repair process in experimental nitric oxide inhibitionOrigin of adenocarcinoma in Barrett's esophagus: P53 and Ki67 expression and histopathologic background author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Clinics

Print version ISSN 1807-5932On-line version ISSN 1980-5322

Abstract

WERTZNER, Haydée Fiszbein; SOTELO, Mariana Bonafé  and  AMARO, Luciana. Análise de distorções em crianças com e sem transtorno fonológico. Clinics [online]. 2005, vol.60, n.2, pp.93-102. ISSN 1980-5322.  https://doi.org/10.1590/S1807-59322005000200004.

OBJETIVO: Verificar a ocorrência de distorções em sujeitos com e sem transtornos fonológicos em 4 provas diferentes. MÉTODO: Quarenta crianças, distribuídas em 2 grupos: 20 com desenvolvimento típico e 20 com transtorno fonológico, entre 4 e 10.2 anos de idade. Todas foram submetidas às provas de Fonologia do Teste de Linguagem Infantil ABFW e a duas provas de fala espontânea para confirmar a presença ou ausência das alterações fonológicas. Após a gravação dos dados, estes foram transcritos, analisados e classificados de acordo com as distorções. RESULTADOS: Através do teste não-paramétrico Mann-Whitney nota-se que o Grupo Controle difere do Grupo com Transtornos Fonológicos em todas as provas, ao nível de significância de 5%, para a Nomeação (p= 0,04), para a Imitação (p< 0,001), para a Fala Espontânea 1 (p= 0,01) e para a Fala Espontânea 2 (p=0,002). O estudo da correlação de Pearson entre a ocorrência de distorções nas quatro provas é alto. CONCLUSÃO: O Grupo com Transtorno Fonológico apresentou o maior número de distorções em todas as provas. As distorções que mais ocorreram em ambos os grupos foram /s, z, j/. O Grupo com Transtornos Fonológicos apresentou grande variabilidade nas distorções, as crianças deste grupo possuem um sistema fonológico instável, dessa forma apresentam um número grande de diferentes distorções. Para a avaliação do sistema fonológico todas as provas foram boas formas de avaliação, uma vez que o índice de correlação entre elas foi alto.

Keywords : Transtorno Fonológico; Fonética; Avaliação; Diagnóstico; Fala.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License