SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.61 issue4Comparative multicenter study of treatment of multi-fragmented tibial diaphyseal fractures with nonreamed interlocking nails and with bridging platesVolume management in critically ill patients: new insights author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Clinics

Print version ISSN 1807-5932

Abstract

NISHINARI, Kenji et al. Reconstruções arteriais associadas à ressecção de tumores malignos. Clinics [online]. 2006, vol.61, n.4, pp. 339-344. ISSN 1807-5932.  http://dx.doi.org/10.1590/S1807-59322006000400011.

OBJETIVO: Quando há acometimento de artérias tronculares por neoplasias malignas e o tratamento cirúrgico é empregado para realização de ressecções tumoral e arterial, a reconstrução vascular deve ser imediata, para evitar a isquemia de tecidos nobres. O objetivo desse trabalho é analisar os resultados do tratamento de pacientes portadores de neoplasias malignas submetidos a ressecções tumoral e vascular associada à reconstrução arterial, avaliando a perviedade primária das reconstruções, as complicações arteriais e a sobrevida dos pacientes. MÉTODOS: Foram acompanhados 36 pacientes com neoplasias em regiões cervical, abdominal ou extremidades inferiores, operados eletivamente no período de setembro de 1997 a setembro de 2004 no Hospital do Câncer A.C.Camargo em São Paulo. Os pacientes foram divididos em três grupos de acordo com a localização das neoplasias: Cervical (14), Extremidade (13) e Abdome (9). Foram realizadas 38 reconstruções arteriais nos 36 pacientes. RESULTADOS: Houve cinco complicações arteriais, sendo duas precoces e três tardias. Entre as precoces, houve uma oclusão carotídea sintomática com seqüelas e uma rotura de enxerto femoral sem seqüelas. Entre as tardias, houve uma oclusão carotídea sintomática, uma oclusão de enxerto carotídeo-axilar e uma oclusão de ramo de enxerto aorto-bifemoral, todas sem sequelas. Não houve diferença entre os índices de perviedade arterial primária . Todos os óbitos (22) ocorreram devido à evolução da doença neoplásica. CONCLUSÕES: As reconstruções arteriais associadas à ressecção de neoplasias malignas em segmentos cervical, abdominal ou extremidades inferiores podem ser realizadas com baixos índices de morbi-mortalidade. Não houve diferença entre os índices de perviedade primária das reconstruções.

Keywords : Neoplasia Maligna; Ressecção Vascular; Reconstrução Arterial; Enxerto Arterial; Prótese Vascular.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English