SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.62 issue2Chemonucleolysis in lumbar disc herniation: a meta-analysisUrinary and sexual manifestations of patients infected by HTLV-I author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Clinics

Print version ISSN 1807-5932

Abstract

LYRA, Priscila Pinheiro Ribeiro  and  DINIZ, Edna Maria de Albuquerque. Síndrome da angustia respiratória aguda e proteinose alveolar congênita. Clinics [online]. 2007, vol.62, n.2, pp. 181-190. ISSN 1807-5932.  http://dx.doi.org/10.1590/S1807-59322007000200014.

O surfactante pulmonar é uma substância composta por um complexo lipoprotéico essencial para a função pulmonar normal. As proteínas do surfactante têm importante papel na estrutura, função e metabolismo do surfactante. São descritas quatro proteínas específicas denominadas surfactante pulmonar-A, surfactante pulmonar-B, surfactante pulmonar-C e surfactante pulmonar-D. Evidências clínicas, epidemiológicas e bioquímicas sugerem que a etiologia da síndrome do desconforto respiratório é multifatorial com um componente genético significativo. Existem na literatura algumas descrições sobre a presença de polimorfismos e mutações em genes dos componentes do surfactante, particularmente no gene da surfactante pulmonar-B, os quais parecem estar associados à síndrome do desconforto respiratório, síndrome da angustia respiratória aguda e proteinose alveolar congênita. Diferenças individuais relacionadas à síndrome do desconforto respiratórioe síndrome da angustia respiratória aguda e à resposta dos pacientes ao tratamento podem refletir diversidade fenotípica, devido, parcialmente, à variação genética. O estudo das diferenças entre as variantes alélicas dos genes das proteínas do surfactante pode ajudar na compreensão das variabilidades individuais na susceptibilidade ao desenvolvimento de várias doenças pulmonares. A determinação de quais polimorfismos e mutações são, de fato, importantes na patogênese das doenças relacionadas à disfunção das proteínas do surfactante e a possibilidade da realização da genotipagem em indivíduos de alto risco constitui um novo campo de pesquisa, que pode permitir, futuramente, um aconselhamento genético mais efetivo, resultando no desenvolvimento de estratégias profiláticas e terapêuticas que representem um impacto real no manejo dos recém-nascidos portadores da síndrome do desconforto respiratório e outras patologias pulmonares.

Keywords : Surfactante; Polimorfismos; Síndrome do desconforto respiratório (SDR); Recém-nascido; Proteínas.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English