SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.35 número3Rendimento e qualidade fisiológica de sementes de aveia branca submetidas ao recobrimento com zincoManejo da fitomassa da planta de cobertura para semeadura do algodoeiro em sistema plantio direto índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Acta Scientiarum. Agronomy

versão On-line ISSN 1807-8621

Resumo

NEVES, Leandro Camargo; CAMPOS, Andre José de; PRILL, Marcos André de Souza  e  ROBERTO, Sérgio Ruffo. Lanosidade e retenção de firmeza em pêssegos de cultivares tardias, submetidos ao condicionamento térmico sob armazenamento refrigerado. Acta Sci., Agron. [online]. 2013, vol.35, n.3, pp.363-369. ISSN 1807-8621.  https://doi.org/10.4025/actasciagron.v35i3.13347.

Este estudo foi conduzido com o objetivo de identificar o efeito do condicionamento térmico no controle da lanosidade e da retenção de firmeza em pêssegos de cultivares tardias cultivadas no Brasil. Os frutos foram colhidos fisiologicamente maturos e expostos a temperatura de 20 ± 0,5ºC and 75 ± 3% de U.R., em câmara frigorífica, durante 0, 24 ou 48 horas. Após, os frutos foram acondicionados em câmara frigorífica a 0 ± 0,5ºC e 92 ± 3% de UR, por 28 dias. Os pêssegos de polpa amarela, independentemente do condicionamento térmico, não apresentaram sintoma de lanosidade ou retenção de firmeza. Os pêssegos de polpa branca, quando não submetidos ao condicionamento térmico, desenvolveram distúrbios fisiológicos. Devido aos baixos valores de firmeza de polpa, os pêssegos do grupo controle das cultivares Chimarrita e Marli, foram classificados como lanosos. Os frutos controle de pêssegos Chiripá, com firmeza de polpa acima de 30 N, apresentaram retenção de firmeza. A atividade da pectinametilesterase (PE) foi maior nos frutos lanosos. O condicionamento térmico por 48 horas acelerou o amadurecimento dos frutos de todas as cultivares. O condicionamento térmico por 24 horas foi eficiente no controle de distúrbios fisiológicos em pêssegos das cultivares de polpa branca.

Palavras-chave : Prunus sp.; danos de frio; distúrbios fisiológicos; qualidade; pós-colheita.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons