SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.80 número2Efeito da dose e exposição à terra de diatomácea de diferentes insetos em milho armazenadoNematoides entomopatogênicos e sua interação com inseticida químico visando ao controle da broca-da-bananeira Cosmopolites sordidus Germar (Coleoptera: Curculionidae) índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Arquivos do Instituto Biológico

versão On-line ISSN 1808-1657

Resumo

CAMPOS, C.F. de et al. Translocação dos herbicidas glyphosate e imazamox em plantas de aguapé. Arq. Inst. Biol. [online]. 2013, vol.80, n.2, pp.177-182. ISSN 1808-1657.  http://dx.doi.org/10.1590/S1808-16572013000200006.

Entre as diversas plantas daninhas encontradas em ambientes aquáticos, a Eichhornia crassipes é uma das principais, sendo espécie indesejável para muitas atividades. O objetivo deste trabalho foi avaliar a translocação de glyphosate e imazamox em plantas de E. crassipes. Foram estudados oito intervalos de tempo para o corte das folhas que receberam os herbicidas: 2, 4, 6, 8, 12 e 24 horas após a aplicação (HAA) dos produtos, além de um tratamento sem corte das plantas (testemunha). Utilizaram-se glyphosate na dose de 2.160 g e.a. ha-1 (produto comercial - Rodeo) + 0,5% v v-1 do espalhante adesivo aterbane e imazamox na dose de 290,4 g i.a. ha-1 (produto comercial - Clearcast). Os tratamentos foram instalados em um delineamento experimental inteiramente casualizado com quatro repetições. O glyphosate apresentou um controle insatisfatório quando realizado os cortes das folhas em todos os períodos avaliados. O herbicida imazamox não proporcionou controle em até 12 HAA, enquanto que a partir de 24 HAA do herbicida o controle foi eficiente. Não houve uma grande mobilidade da molécula de glyphosate nas plantas de aguapé, sendo necessário um período superior a 24 horas para uma translocação satisfatória. Já para o imazamox um tempo de mínimo de 24 horas após a aplicação do herbicida foi suficiente para que ocorresse a translocação e um posterior controle.

Palavras-chave : Planta aquática; planta daninha; tecnologia de aplicação; Eichhornia crassipes.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons