SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.81 número3Ocorrência de Escherichia coli O157:H7 e O26 sorbitol negativas em matadouro frigorífico de bovino e suscetibilidade a antimicrobianosProcessos de tratamento de resíduos de cocheira e a redução ou eliminação de ovos e larvas infectantes do gênero Strongylus spp. índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Arquivos do Instituto Biológico

versão On-line ISSN 1808-1657

Resumo

BONA, Eliana Almeida Mira De et al. Comparação de métodos para avaliação da atividade antimicrobiana e determinação da concentração inibitória mínima (cim) de extratos vegetais aquosos e etanólicos. Arq. Inst. Biol. [online]. 2014, vol.81, n.3, pp.218-225. ISSN 1808-1657.  https://doi.org/10.1590/1808-1657001192012.

Vários estudos estão sendo conduzidos para a descoberta de novos agentes antimicrobianos provenientes de plantas, para que possam ser utilizados em produtos farmacêuticos, cosméticos e na indústria alimentícia. A ausência de padronização de métodos utilizados para a avaliação de extratos vegetais com potencial antimicrobiano dificulta a comparação de resultados. Considerando a necessidade de estabelecer um método com resultados consistentes para avaliar a atividade antimicrobiana dos extratos vegetais, este trabalho propôs-se a avaliar a atividade antimicrobiana e determinar a concentração mínima inibitória de extratos de plantas da família Myrtaceae sobre diferentes micro-organismos, utilizando três métodos para avaliação de antimicrobianos. Os métodos empregados foram microdiluição em caldo e difusão em ágar por disco e poço. Foram avaliados os extratos de Psidium guajava, Myrciaria cauliflora e Syzygium cumini sobre bactérias Gram-positivas, negativas e levedura. Em geral, a inibição promovida pelos extratos no teste de difusão em ágar por poço foi maior do que os valores obtidos por disco, independentemente do extrato vegetal testado. Contudo, a atividade inibitória de todos os micro-organismos só pôde ser determinada com o método de microdiluição em caldo, que também apresentou os resultados mais reprodutíveis, e mostrou-se o mais econômico e confiável para se avaliar a atividade antimicrobiana de extratos vegetais quando comparado aos outros métodos

Palavras-chave : Myrtaceae; difusão em ágar; disco-difusão; microdiluição.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )