SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.84Prebiotic effects of inulin extracted from burdock (Arctium lappa) in broilersAntimicrobial activity against Macrophomina phaseolina and the control of charcoal rot in soybeans using the homoeopathic drugs Sepia and Arsenicum album author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Arquivos do Instituto Biológico

On-line version ISSN 1808-1657

Abstract

RODRIGUES, Apoliana de Sousa et al. Estudo da transmissão do vírus da artrite-encefalite caprina em cabritos neonatos. Arq. Inst. Biol. [online]. 2017, vol.84, e0542016.  Epub Feb 01, 2018. ISSN 1808-1657.  http://dx.doi.org/10.1590/1808-1657000542016.

A artrite encefalite caprina causa perdas consideráveis para a produção caprina. A principal forma de transmissão do vírus da artrite encefalite caprina é a ingestão de colostro ou leite de fêmeas infectadas. No entanto, algumas transmissões não podem ser explicadas por esta via. Dessa forma, este estudo teve como objetivo avaliar a transmissão do vírus da artrite encefalite caprina por via transplacentária (vertical). Foram realizadas coletas de sangue em 283 crias recém-nascidas das raças Anglo-Nubiana e Saanen, provenientes de progenitores soropositivos e soronegativos. As amostras foram coletadas logo após o nascimento e analisadas pelas técnicas de imunodifusão em gel de agarose e western blot. No teste de imunodifusão em gel de agarose, nenhum cabrito foi detectado reagente. Porém, no teste de western blot, quatro cabritos nasceram soropositivos. Esse resultado indica que, apesar de baixa frequência (1,4%), existe a possibilidade de transmissão via transplacentária do lentivírus de pequenos ruminantes.

Keywords : lentivírus de pequenos ruminantes; imunodifusão em gel de agarose; western blot.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )