SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.85Parasitismo de Diachasmimorpha longicaudata (Ashmead) em duas espécies de moscas-das-frutasDistribuição espacial de plantas infestadas por mosca-branca Bemisia tabaci (Gennadius, 1889) (Hemiptera: Aleyrodidae) em soja índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Arquivos do Instituto Biológico

versão impressa ISSN 0020-3653versão On-line ISSN 1808-1657

Resumo

ALVES, Everaldo Batista; CASARIN, Nádia Fernanda Bertan  e  OMOTO, Celso. Efeitos letais e subletais de agrotóxicos utilizados em citros sobre o ácaro Panonychus citri (Acari: Tetranychidae). Arq. Inst. Biol. [online]. 2018, vol.85, e0622016.  Epub 23-Ago-2018. ISSN 1808-1657.  https://doi.org/10.1590/1808-1657000622016.

O intenso uso de pesticidas na citricultura tem sido apontado como o principal fator responsável por desequilíbrios biológicos, favorecendo o aumento populacional de Panonychus citri (McGregor) na citricultura brasileira. Para gerar subsídios ao manejo integrado dessa praga, avaliaram-se os efeitos letais e subletais de agrotóxicos utilizados em citros sobre P. citri. Avaliaram-se 18 agrotóxicos na mortalidade de fêmeas adultas, viabilidade de ovos e repelência de P. citri. Foram também avaliados o comportamento de oviposição e a incidência de P. citri em superfícies com áreas tratadas e não tratadas com imidacloprid, piriproxifem, dimetoato, deltametrina, lambda-cialotrina e calda sulfocálcica, por serem os principais inseticidas utilizados nos pomares brasileiros. Os pesticidas que causaram mortalidade em adultos de P. citri foram abamectina (94%), dimetoato (86%), calda sulfocálcica (69%), fempropatrina (44%), diafentiurom (25%) e lambda-cialotrina (23%). Os pesticidas que afetaram a viabilidade de ovos foram fempropatrina (53%), dimetoato (30%) e calda sulfocálcica (22%). Quanto aos efeitos subletais, fempropatrina, lambda-cialotrina e calda sulfocálcica ocasionaram repelências de 55, 45 e 22%, respectivamente. P. citri preferiu áreas não tratadas com deltametrina, lambda-cialotrina e calda sulfocálcica para oviposição e permanência. Em contraste, P. citri não foi capaz de distinguir superfícies tratadas com imidacloprid, piriproxifem e dimetoato. Os inseticidas abamectina, dimetoato e diafentiurom afetaram a sobrevivência e não causaram mudanças no comportamento de P. citri, podendo ser utilizados principalmente em períodos que P. citri ocorre. Em contrapartida, fempropatrina, lambda-cialotrina, calda sulfocálcica e deltametrina afetaram o comportamento de dispersão e oviposição de P. citri e deveriam ser evitados.

Palavras-chave : manejo integrado de pragas; ácaro purpúreo dos citros; oviposição; repelência; agrotóxico.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )