SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.11 issue1Evaluation of quality of life in patients with over 60 years undergoing surgery for lumbar canal stenosisPrognostic factors associated with surgical treatment of cervical spondylotic myeloradiculopathy author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Coluna/Columna

Print version ISSN 1808-1851

Abstract

MELUZZI, Alexandre et al. Avaliação das técnicas cirúrgicas para tratamento da mielorradiculopatia espondilótica cervical. Coluna/Columna [online]. 2012, vol.11, n.1, pp. 42-51. ISSN 1808-1851.  http://dx.doi.org/10.1590/S1808-18512012000100009.

OBJETIVO: Avaliar a eficácia do tratamento cirúrgico da mielorradiculopatia espondilótica cervical na produção de melhora neurológica pós-operatória, aferida em pontos pela escala da JOA e taxa de recuperação e as complicações do tratamento. MÉTODOS: Análise dos prontuários e os exames de imagem de 200 indivíduos submetidos a tratamento cirúrgico da mielorradiculopatia cervical no HC-FMUSP, no período de janeiro de 1993 a janeiro de 2007. A avaliação clínica foi quantificada pela escala da JOA, com média de segmento de 06 anos e 08 meses. RESULTADOS: Evidenciou-se melhora neurológica pós-operatória nas vias anterior e posterior, exceto nas laminectomias sem fusão, onde houve piora neurológica tardia. A via anterior mostrou um significante maior índice de complicações, relacionados a déficit de fusão intervertebral, deslocamento de enxerto, síndrome de disco adjacente, disfonia, disfagia, o mau posicionamento de enxerto e placas, lesão de raiz nervosa e significativo maior índice de re-intervenção cirúrgica. Na via posterior maior ocorrência de instabilidade em cifose pós-operatória na laminectomia, não sendo observada na laminoplastia, esta última com índices semelhantes aos encontrados na via anterior. Não houve melhora da dor axial nas laminoplastias e houve piora nas laminectomias, enquanto que nas discectomias e corpectomias houve significativa melhora do sintoma. CONCLUSÃO: As vias anterior e posterior foram eficazes em produzir melhora neurológica, exceto as laminectomias sem fusão. A via anterior produziu mais complicações, mas trata melhor a dor.

Keywords : Doenças da medula espinal [Mielopatia]; Disco intervertebral; Laminectomia.

        · abstract in English | Spanish     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese