SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.15 issue1FUNCTIONAL DISABILITY, SAGITTAL ALIGNMENT AND PELVIC BALANCE IN LUMBAR SPONDYLOLISTHESISTREATMENT OF LUMBAR HERNIAS BY ENDOSCOPIC NUCLEOPLASTY WITH RADIOFREQUENCY author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Coluna/Columna

Print version ISSN 1808-1851On-line version ISSN 2177-014X

Abstract

CORREDOR, Jose Alfredo et al. TRATAMENTO CONSERVADOR VERSUS CIRÚRGICO DE PACIENTES COM ESPONDILOLISTESE DEGENERATIVA. Coluna/Columna [online]. 2016, vol.15, n.1, pp.33-35. ISSN 2177-014X.  http://dx.doi.org/10.1590/S1808-185120161501153514.

Objetivo:

Avaliar os resultados clínicos e funcionais dos pacientes com espondilolistese degenerativa lombar tratados de maneira conservadora ou cirúrgica.

Métodos:

Foram selecionados pacientes com espondilolistese degenerativa tratados conservadoramente ou submetidos à cirurgia, durante 2004-2014, à partir da coleta de dados que possibilitou a realização da avaliação transversal. As medidas de avaliação da dor lombar e das pernas foram escalas analógicas visuais (VAS), critérios Fischgrund, Short Form-36 (SF-36) pontuação funcional, e o Índice de Incapacidade Oswestry modificado (ODI).

Resultados:

43 pacientes foram avaliados: 20 do tratamento conservador e 23 do tratamento cirúrgico. As características de base foram similares, sem diferenças significativas entre os grupos. O tempo médio de acompanhamento foi de 43 meses (intervalo 10-72) para o grupo não-cirúrgico e 36 meses (intervalo 6-80) para o grupo cirúrgico. Diferenças estatísticas significativas em favor do grupo cirúrgico foram encontrados no VAS lombar (média de 4 versus 8, p = 0,000), VAS pernas (média 3 contra 6, p = 0,0015), SF-36 pontuação funcional (média 77 versus 35, p = 0,000), e ODI (média 17 versus 46, p = 0,000). Com base nos critérios Fischgrund, apenas 10% dos pacientes relataram excelente ou boa saúde de após o tratamento conservador contra 83% para aqueles tratados no cirúrgico (p = 0,000).

Conclusão:

Neste estudo transversal, observou-se que os pacientes sintomáticos com espondilolistese degenerativa que se submeteram ao tratamento cirúrgico têm escores clínicos e funcionais superiores em comparação àqueles que foram submetidos a tratamento conservador.

Keywords : Escala visual analógica; Espondilolistese degenerativa; Fusão vertebral; Estenose do canal vertebral; SF-36; Cirurgia; Tratamento conservador; Coluna lombar; Degeneração do disco intervertebral..

        · abstract in English | Spanish     · text in English     · English ( pdf )