SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.18 issue3GENETIC ASPECTS OF IDIOPATHIC ESCOLIOSIS - A LITERATURE REVIEWMODIFICATION OF THE NEGATIVE PRESSURE THERAPY TECHNIQUE FOR TREATMENT OF WOUND INFECTION AFTER SPINAL SURGERY author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Coluna/Columna

Print version ISSN 1808-1851On-line version ISSN 2177-014X

Abstract

DEDEA, JEFERSON; TELES, ALISSON ROBERTO  and  FALAVIGNA, ASDRUBAL. CIRURGIA EM ADULTOS COM ESCOLIOSE: OS BENEFÍCIOS SÃO MAIORES QUE OS RISCOS?. Coluna/Columna [online]. 2019, vol.18, n.3, pp.240-245.  Epub Sep 02, 2019. ISSN 2177-014X.  https://doi.org/10.1590/s1808-185120191803187303.

Adultos com deformidade na coluna (ASD) representam cerca de 6% da população idosa com mais de 65 anos de idade. Assim, a crescente prevalência da doença com o envelhecimento leva à uma discussão sobre o uso de várias técnicas para tratar ASD, como cirurgia e tratamento conservador. O objetivo deste estudo é verificar se os benefícios do tratamento cirúrgico mostram melhora significativa em relação ao tratamento conservador. Foi realizada uma revisão da literatura dos trabalhos mais relevantes dos últimos 5 anos, que eram pertinentes ao tema do presente estudo. Com um custo médio de US$ 99,114 por procedimento, o tratamento cirúrgico permite a melhora instantânea da dor e da incapacidade causada aos ASD e apresenta uma taxa de complicações perioperatórias de aproximadamente 7.5% . A média de melhora na dor nas costas é 6.2 vezes maior na abordagem cirúrgica do que o apresentado pelo tratamento conservador. Além disso, o uso de modernas técnicas operatórias, como a cirurgia minimamente invasiva (MIS), que permite a diminuição das complicações e uma melhora muito superior na qualidade de vida, diferentemente da cirurgia aberta. Assim, o ganho esperado com o tratamento cirúrgico atende as expectativas do paciente ao eliminar o processo doloroso nos ASD. A escolha pelo tratamento cirúrgico, apesar de apresentar um custo mais elevado e um maior risco de complicações, e o uso de técnicas minimamente invasivas, permitem ao paciente ASD uma melhor qualidade de vida. Nível de evidência III; Revisão não Sistemática.

Keywords : Doenças da Coluna Vertebral; Tratamento; Custos e Análise de Custo; Qualidade de Vida; Cirurgia; Tratamento Conservador.

        · abstract in English | Spanish     · text in English     · English ( pdf )