SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.11 número1LEVANDO A SÉRIO OS DIREITOS POLÍTICOS FUNDAMENTAIS: INELEGIBILIDADE E CONTROLE DE CONVENCIONALIDADEO ILUMINISMO NO BANCO DOS RÉUS: DIREITOS UNIVERSAIS, HIERARQUIAS REGIONAIS E RECOLONIZAÇÃO índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Direito GV

versão impressa ISSN 1808-2432versão On-line ISSN 2317-6172

Resumo

CORRAL, Hugo Rojas. BIOPOLÍTICA E HOMO SACER EM UM CENTRO DE TORTURA NO CHILE. Rev. direito GV [online]. 2015, vol.11, n.1, pp.257-276. ISSN 1808-2432.  http://dx.doi.org/10.1590/1808-2432201511.

este artigo explica como os conceitos de Biopolítica e homo sacer contribuem para a compreensão do que aconteceu no campo de concentração e centro de tortura Villa Grimaldi, durante a ditadura do general Augusto Pinochet, no Chile. Os presos eram humilhados e torturados, perdendo sua condição de sujeitos de direito. O processo de reificação dos prisioneiros realizado pelos guardas e agentes sádicos somou-se à impossibilidade de as vítimas se defenderem legalmente diante dos tribunais. A figura arcaica romana do homo sacer é perfeitamente aplicável para explicar a situação das pessoas mantidas em campos de concentração clandestinos como Villa Grimaldi. A noção de superstes tormentorum (sobrevivente da tortura) é também apresentada aqui para uma discussão mais aprofundada, a fim de se referir ao processo complexo e doloroso em que as “testemunhas-vítimas-sobreviventes” do horror da Villa Grimaldi e outros espaços similares tentam se reinserir na sociedade.

Palavras-chave : Biopolítica; homo sacer; tortura; ditadura militar; Villa Grimaldi.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )