SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.77 número1Is facial pattern a predisposing factor for otitis media with effusion in children?Swallowing after non-surgical treatment (radiation therapy / radiochemotherapy protocol) of laryngeal cancer índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Articulo

Indicadores

Links relacionados

  • No hay articulos similaresSimilares en SciELO

Compartir


Brazilian Journal of Otorhinolaryngology

versión impresa ISSN 1808-8694

Resumen

MOLINA, Fernando Drimel et al. Avaliação dos níveis séricos de testosterona em pacientes com síndrome da apneia obstrutiva do sono. Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.) [online]. 2011, vol.77, n.1, pp. 88-95. ISSN 1808-8694.  http://dx.doi.org/10.1590/S1808-86942011000100015.

Homens com síndrome da apneia obstrutiva do sono (SAOS) podem apresentar diminuição dos níveis de testosterona devido à hipóxia. OBJETIVOS: Relacionar os níveis séricos da testosterona, em pacientes com SAOS, com parâmetros clínico-laboratoriais. MATERIAL E MÉTODOS: Foram revisados 103 prontuários de pacientes com SAOS, entre os anos de 2002 e 2009, e coletados os seguintes dados: idade à época da realização da polissonografia, valores do Hematócrito e Hemoglobina, nível sérico da testosterona total, IMC, índice de apneia/hipopneia(IAH) e SatO2. FORMA DO ESTUDO: Estudo de casos retrospectivo em corte transversal. RESULTADOS: 79 pacientes (77%) não apresentaram alteração hormonal e 24 (23%) apresentaram níveis séricos inferiores. Dos pacientes com testosterona normal 70% estavam com sobrepeso, enquanto que 63% com testosterona alterada apresentaram obesidade grau I (p<0,05). Os pacientes com testosterona alterada apresentaram as dosagens médias do Ht e da Hb e dos níveis médios do andrógeno significantemente inferiores aos dos pacientes sem alteração androgênica. A média do IMC dos pacientes com alteração hormonal foi significativamente maior que a média daqueles sem alteração. CONCLUSÃO: A relação entre o perfil sérico da testosterona matinal e a obesidade e, em menor grau, a idade, o IAH e a hipóxia, podem ser responsáveis pela supressão central da testosterona nesses pacientes. A queda dos valores hematimétricos pode ser relacionada aos baixos níveis circulantes da testosterona.

Palabras llave : apneia do sono tipo obstrutiva; contagem de células sanguíneas; hipóxia celular; obesidade; testosterona.

        · resumen en Inglés     · texto en Portugués