SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.83 issue3Obstructive sleep apnea in postmenopausal women: a comparative study using drug induced sleep endoscopyAirway reconstruction: review of an approach to the advanced-stage laryngotracheal stenosis author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Brazilian Journal of Otorhinolaryngology

Print version ISSN 1808-8694On-line version ISSN 1808-8686

Abstract

LIMA, Marcela Silva et al. Avaliação de hipertensão pulmonar pela ecodopplercardiografia em crianças e adolescentes com síndrome do respirador oral. Braz. j. otorhinolaryngol. [online]. 2017, vol.83, n.3, pp.292-298. ISSN 1808-8694.  https://doi.org/10.1016/j.bjorl.2016.03.020.

Introdução:

A hiperplasia adenotonsilar (HAT) e a rinite alérgica (RA) consistem nas causas mais comuns de obstrução de vias aéreas superiores em crianças. Tais afecções, ao comprometer a via aérea superior, podem ocasionar hipoventilação alveolar crônica, vasoconstrição pulmonar e hipertensão pulmonar, em alguns casos irreversível.

Objetivo:

Este estudo transversal objetivou avaliar a prevalência de hipertensão arterial pulmonar em dois grupos de crianças respiradoras orais (RO): com HAT e rinite alérgica isolada, de 2 a 12 anos, por meio de exame ecodopplercardiográfico.

Método:

Foram selecionados e submetidos à ecodopplercardiografia 54 pacientes com HAT com indicação de adenoidectomia e/ou tonsilectomia e 24 pacientes com rinite alérgica persistente. A pressão sistólica da artéria pulmonar (PSAP) foi determinada pela regurgitação tricúspide e a pressão média da artéria pulmonar (PMAP) foi calculada a partir da PSAP. Determinações similares foram feitas em 25 respiradores nasais (RN).

Resultados:

As médias da PMAP e da PSAP foram maiores nos grupos de RO do que nos RN (17,62 ± 2,06 [HAT] e 17,45 ± 1,25 [RA] vs. 15,20 ± 2,36 [RN] mmHg; p < 0,005; e 25,61 ± 3,38 [HAT] e 25,33 ± 2,06 [RA] vs. 21,64 ± 3,87 [RN] mmHg; p < 0,005; respectivamente) e a média do tempo de aceleração do traçado do fluxo pulmonar (TAc) foi maior nos RN que nos grupos de RO (127,24 ± 12,81 [RN] vs. 114,06 ± 10,63 ms [HAT] e 117,96 ± 10,28 [RA] MS [RA]; p < 0,0001).

Conclusão:

Nenhuma criança respiradora oral (HAT e RA) preencheu os critérios de HP, embora tanto os portadores de HAT quanto de RA isolada apresentaram evidências significativas de aumento da pressão arterial pulmonar pela ecodopplercardiografia em relação aos respiradores nasais. Não se observou diferença entre os grupos HAT e RA.

Keywords : Respiração bucal; Adenoidectomia; Hipertensão pulmonar; Ecodopplercardiografia; Rinite.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )