SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 número3Preferência manual de crianças ao alcançar objetos de tamanho e rigidez diferentesInfluência do treinamento da musculatura respiratória e de membros inferiores no desempenho funcional de indivíduos com DPOC índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Fisioterapia e Pesquisa

versão impressa ISSN 1809-2950

Resumo

CAMPOS, Ana Carolina de; COELHO, Maria Cristina  e  ROCHA, Nelci Adriana Cicuto Ferreira. Desempenho motor e sensorial de lactentes com e sem síndrome de Down: estudo piloto. Fisioter. Pesqui. [online]. 2010, vol.17, n.3, pp. 203-208. ISSN 1809-2950.  http://dx.doi.org/10.1590/S1809-29502010000300003.

O estudo visou avaliar o desempenho motor e sensorial de lactentes com e sem síndrome de Down (SD) aos seis meses de vida. Foram avaliados oito lactentes, sendo quatro com SD e quatro típicos, com 24 semanas de vida. Para verificar o desempenho motor foi utilizada a escala motora infantil de Alberta (AIMS), nas posturas supina, prona, sentada e em pé. O desempenho sensorial foi avaliado por meio de entrevista com o cuidador da criança utilizando o perfil sensorial infantil ITSP (infant/toddler sensory profile), que classifica comportamentos sensoriais como de"baixo registro" (dificuldade em registrar estímulos sensoriais), busca de estímulos, excessiva sensibilidade a estímulos e comportamentos de evitar estímulos. Os resultados no ITSP mostram que os lactentes com SD obtiveram piores escores em baixo registro, possivelmente por apresentarem altos limiares neurológicos, demorando mais para responder aos estímulos. Na AIMS os lactentes com SD tiveram um desempenho inferior quando comparados aos típicos na subescala prono, o que pode advir de dificuldades no controle postural e antigravitacional. Não foi encontrada correlação entre os escores do ITSP e da AIMS. Os resultados sugerem que os lactentes com SD podem se engajar com menos freqüência em atividades de interação com o ambiente, tanto por dificuldade em registrar estímulos cotidianos (como diferentes sons e pessoas), quanto por dificuldade em explorar o meio utilizando habilidades motoras.

Palavras-chave : Desempenho psicomotor; Lactente; Limiar sensorial; Síndrome de Down.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · pdf em Português