SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 número4Influência da circunferência abdominal sobre o desempenho funcional de idosasAnálise comparativa da função respiratória de indivíduos hígidos em solo e na água índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Fisioterapia e Pesquisa

versão impressa ISSN 1809-2950

Resumo

CESTARO, Evelise Juliane et al. Fatores que influenciam a capacidade física de pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica. Fisioter. Pesqui. [online]. 2010, vol.17, n.4, pp. 332-336. ISSN 1809-2950.  http://dx.doi.org/10.1590/S1809-29502010000400009.

Este estudo objetivou identificar fatores que influenciam a capacidade física, avaliada por meio da distância percorrida no teste de caminhada de seis minutos (TC6'), de pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC). Os fatores testados foram idade, grau de obstrução das vias aéreas (pelo volume expiratório forçado no primeiro segundo (VEF1), resistência da musculatura respiratória (pela ventilação voluntária máxima (VVM) e capacidade máxima ao esforço (medida pela distância percorrida no teste cardiopulmonar limitado por sintomas, TCP). Dezoito pacientes do sexo masculino, com idade média de 69,6±8,4anos e diagnóstico de DPOC classes II e III, foram submetidos ao TC6', ao TCP e à espiromeria. Foram encontradas correlações significativas moderadas entre a distância percorrida no TC6' e o VEF1 (r=0,62), a VVM (r=0,50), e a distância percorrida no TCP (r=0,67), não havendo correlação com a idade. Conclui-se que o grau de obstrução das vias aéreas, a resistência da musculatura respiratória e a capacidade máxima ao esforço influenciam a capacidade física dos pacientes com DPOC classes II e III ao executar uma atividade cotidiana como a caminhada.

Palavras-chave : Doença pulmonar obstrutiva crônica; Esforço físico; Ventilação voluntaria máxima.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · pdf em Português