SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.19 issue1Intra-rater reliability of knee flexion and extension range of motion measurement through the photogrammetry methodClinical rearfoot and knee static alignment measurements are not associated with patellofemoral pain syndrome author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Fisioterapia e Pesquisa

Print version ISSN 1809-2950

Abstract

ANTERO-JACQUEMIN, Juliana da Silva et al. Comparação da função muscular isocinética dos membros inferiores entre idosos caidores e não caidores. Fisioter. Pesqui. [online]. 2012, vol.19, n.1, pp. 39-44. ISSN 1809-2950.  http://dx.doi.org/10.1590/S1809-29502012000100008.

O objetivo deste estudo foi identificar se há diferenças entre o desempenho muscular de tornozelo, joelho e quadril em idosos com e sem relato de queda nos últimos seis meses. Foram incluídos 81 idosos com 65 anos ou mais: 56 negaram quedas (G1) e 25 relataram quedas (G2). Utilizou-se o questionário perfil de atividade humana para medir o nível de atividade física, e o dinamômetro isocinético para mensurar os parâmetros físicos da função muscular. Os grupos não diferiram entre si em relação à idade (p=0,925), duração (p=0,065) e frequência (p=0,302) da prática do exercício físico, índice de massa corpórea (p=0,995) e nível de atividade física (p=0,561). O G2 apresentou menor desempenho para as variáveis pico de torque de flexão e extensão de joelho esquerdo (p=0,027 e p=0,030, respectivamente) e trabalho por peso corporal (p=0,040) de flexão de joelho esquerdo a 60°/s; pico de torque e trabalho por peso corporal de flexão e extensão de joelho a 180°/s bilateralmente (p<0,050); e potência média de flexão de joelhos direito e esquerdo (p=0,030). A maioria das variáveis do tornozelo e quadril não apresentou diferenças entre os grupos. Apenas a variável pico de torque de extensão de quadril esquerdo foi significativamente maior no G1 (p=0,035). É importante considerar a função muscular do joelho na avaliação clínica de idosos para direcionar a intervenção terapêutica e a prevenção de quedas.

Keywords : idoso; força muscular; extremidade inferior; acidentes por quedas; dinamômetro de força muscular.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese