SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.19 issue1Heat and moisture exchanger: protection against lung infections? Pilot studyCorrelation between head posture, pain and disability index neck in women with complaints of neck pain author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Fisioterapia e Pesquisa

Print version ISSN 1809-2950

Abstract

RAMOS, Marisa de Carvalho; AGRELLI, Taciana Freitas; CARNEIRO, Élida Mara  and  CREMA, Eduardo. Tabagismo não limita o incremento da força muscular respiratória em pacientes submetidos ao treinamento muscular inspiratório pré-esofagectomia. Fisioter. Pesqui. [online]. 2012, vol.19, n.1, pp. 63-67. ISSN 1809-2950.  http://dx.doi.org/10.1590/S1809-29502012000100012.

Um programa de treinamento muscular respiratório (TMR) para pacientes tabagistas no pré-operatório ambulatorial pode melhorar a força muscular e a capacidade funcional respiratória, evitando complicações que aumentem a permanência do paciente no hospital. O objetivo deste trabalho foi avaliar a eficácia do treinamento muscular inspiratório (TMI) em pacientes tabagistas e não tabagistas que seriam submetidos à cirurgia do megaesôfago. Foram estudados 17 pessoas, divididas em dois grupos: o tabagista (GT), composto por 10 pacientes (58,82%), e o não tabagista (GNT), com 7 pacientes (41,18%). A análise dos dados relacionando os dois foi expressa da seguinte forma: os valores de idade e as medidas antropométricas foram comparadas pelo teste t de Student e os valores da pressão inspiratória máxima (PImáx) e da pressão expiratória máxima (PEmáx) pelo teste t de Student pareado. Os dados foram expressos em média±desvio-padrão quando verificada a normalidade. Consideraram-se diferenças estatisticamente significativas se p<0,05. Na análise comparativa, observou-se aumento significativo da PImáx após as 4 semanas do TMI, como se segue: PImáx no GT de -57,20±18,76 para -79,00±15,38 e no GNT de -52,00±18,76 para -72,66±19,33. A fisioterapia profilática no pré-operatório ambulatorial proporcionou aumento significativo na força dos músculos inspiratórios em ambos os grupos, evidenciada pelo acréscimo na PImáx com consequente melhora da capacidade ventilatória.

Keywords : fisioterapia; esofagectomia; tabagismo.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese