SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.19 issue1Heat and moisture exchanger: protection against lung infections? Pilot studyCorrelation between head posture, pain and disability index neck in women with complaints of neck pain author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Article

Indicators

Related links

  • On index processCited by Google
  • Have no similar articlesSimilars in SciELO
  • On index processSimilars in Google

Share


Fisioterapia e Pesquisa

Print version ISSN 1809-2950

Abstract

RAMOS, Marisa de Carvalho; AGRELLI, Taciana Freitas; CARNEIRO, Élida Mara  and  CREMA, Eduardo. Tabagismo não limita o incremento da força muscular respiratória em pacientes submetidos ao treinamento muscular inspiratório pré-esofagectomia. Fisioter. Pesqui. [online]. 2012, vol.19, n.1, pp. 63-67. ISSN 1809-2950.  http://dx.doi.org/10.1590/S1809-29502012000100012.

Um programa de treinamento muscular respiratório (TMR) para pacientes tabagistas no pré-operatório ambulatorial pode melhorar a força muscular e a capacidade funcional respiratória, evitando complicações que aumentem a permanência do paciente no hospital. O objetivo deste trabalho foi avaliar a eficácia do treinamento muscular inspiratório (TMI) em pacientes tabagistas e não tabagistas que seriam submetidos à cirurgia do megaesôfago. Foram estudados 17 pessoas, divididas em dois grupos: o tabagista (GT), composto por 10 pacientes (58,82%), e o não tabagista (GNT), com 7 pacientes (41,18%). A análise dos dados relacionando os dois foi expressa da seguinte forma: os valores de idade e as medidas antropométricas foram comparadas pelo teste t de Student e os valores da pressão inspiratória máxima (PImáx) e da pressão expiratória máxima (PEmáx) pelo teste t de Student pareado. Os dados foram expressos em média±desvio-padrão quando verificada a normalidade. Consideraram-se diferenças estatisticamente significativas se p<0,05. Na análise comparativa, observou-se aumento significativo da PImáx após as 4 semanas do TMI, como se segue: PImáx no GT de -57,20±18,76 para -79,00±15,38 e no GNT de -52,00±18,76 para -72,66±19,33. A fisioterapia profilática no pré-operatório ambulatorial proporcionou aumento significativo na força dos músculos inspiratórios em ambos os grupos, evidenciada pelo acréscimo na PImáx com consequente melhora da capacidade ventilatória.

Keywords : fisioterapia; esofagectomia; tabagismo.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese