SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.21 número4Força muscular respiratória e mobilidade toracoabdominal em idosos e adultos sedentários e praticantes de voleibol adaptado: estudo-piloto índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Fisioterapia e Pesquisa

versão impressa ISSN 1809-2950

Resumo

BRITO, Thaís Alves et al. Capacidade funcional e fatores associados em idosos longevos residentes em comunidade: estudo populacional no Nordeste do Brasil. Fisioter. Pesqui. [online]. 2014, vol.21, n.4, pp.308-313. ISSN 1809-2950.  http://dx.doi.org/10.590/1809-2950/11556021042014.

O objetivo deste estudo foi determinar a prevalência do comprometimento da capacidade funcional e os fatores associados em idosos longevos de um município do interior do Nordeste brasileiro. Trata-se de um estudo com delineamento transversal, de base populacional e comunitária. A opulação foi composta por idosos com idades ≥80 anos, moradores da zona urbana de Lafaiete Coutinho, na Bahia. A coleta de dados foi domiciliar por meio de questionário com informações da capacidade funcional, socioeconômicas e demográficas e condições de saúde/fatores comportamentais. A análise dos dados foi realizada a partir da regressão logística multinomial, adotando-se nível de significância de 5%. Foram entrevistados 94 idosos com média de 86,1 anos (±6,39), sendo 59,6% do sexo feminino. Dos idosos longevos, 19,1% foram considerados independentes para atividades instrumentais e básicas da vida diária, 56,2% dependentes apenas nas atividades instrumentais da vida diária e 24,7% dependentes em atividades básicas e instrumentais da vida diária. Verificou-se associação entre comprometimento da capacidade funcional, tanto para atividades básicas da vida diária quanto para as instrumentais, e as variáveis sexo e uso de medicamentos; e entre a variável raça/cor e dependência para atividades instrumentais da vida diária. Foi possível concluir que houve alta prevalência (80,9%) de idosos longevos dependentes para as atividades instrumentais e/ou básicas da vida diária, e que o comprometimento da capacidade funcional em idosos longevos associou-se ao sexo feminino, à raça/cor não branca e ao uso de um ou mais medicamentos.

Palavras-chave : Atividades Cotidianas; Idoso de 80 Anos ou mais; Saúde do Idoso.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )