SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.21 número4Reprodutibilidade e validade do construto de três instrumentos não invasivos para a avaliação da amplitude de movimento da coluna em pacientes com dor lombarFactores asociados a la capacidad funcional de ancianos registrados en la Estrategia Salud de la Familia índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Fisioterapia e Pesquisa

versão impressa ISSN 1809-2950

Resumo

ARAUJO, Marília Caixeta De et al. Impacto das condições clínicas e funcionais na qualidade de vida de idosas com obesidade. Fisioter. Pesqui. [online]. 2014, vol.21, n.4, pp.372-377. ISSN 1809-2950.  http://dx.doi.org/10.590/1809-2950/13166621042014.

A obesidade está associada a incapacidades funcionais e aos prejuízos à qualidade de vida, e muitos fatores interferem nesta associação. Este estudo teve por objetivo caracterizar e identificar o impacto de condições clínicas e funcionais na qualidade de vida relacionada à saúde (QVRS) em idosas obesas. A QVRS foi avaliada pelos questionários "Outcomes Study Short Form-36 Health Survey" (SF-36) e "Impact of Weight on Quality of Life - Lite" (IWQOL-Lite), aplicados a 63 mulheres com índice de massa corporal ≥30 kg/m2. Foram desenvolvidos modelos de regressão para QVRS geral (SF-36) e específica (IWQOL-Lite). Os fatores associados investigados foram: idade, número de medicamentos, número de doenças, sintomas depressivos, índice de massa corporal, força de preensão, nível de atividade física e desempenho funcional. As idosas apresentaram baixo nível de força e atividade física. O desempenho funcional foi de bom a moderado, mas um terço da amostra apresentou déficit de mobilidade. Nível de atividade física e desempenho funcional impactaram de maneira positiva a QVRS geral e número de medicamentos, negativa (R2=0,44). Sintomas depressivos e índice de massa corporal impactaram negativamente a QVRS específica (R2=0,57). O estudo concluiu que idosas obesas com sintomas depressivos, baixos níveis de atividade física e desempenho funcional, fazendo uso de grande número de medicamentos, são mais vulneráveis a apresentarem baixa QVRS. Todos os fatores associados à QVRS são potencialmente modificáveis com medidas de prevenção e promoção de saúde.

Palavras-chave : Obesity; Aging; Quality of Life; Obesidade; Envelhecimento; Qualidade de Vida.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )