SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.8 issue2Families, nations and generations in women's international migrationMarriage between "close relatives" : considerations about kinship between the Guarani Nhandéva on western Paraná author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Vibrant: Virtual Brazilian Anthropology

On-line version ISSN 1809-4341

Abstract

FONSECA, Claudia. The de-kinning of birthmothers: reflections on maternity and being human. Vibrant, Virtual Braz. Anthr. [online]. 2011, vol.8, n.2, pp. 307-339. ISSN 1809-4341.  http://dx.doi.org/10.1590/S1809-43412011000200014.

Lançando mão de diferentes linhas de análise - da violência e subjetividade, da antropologia legal e das práticas de parentesco -, proponho nesse artigo considerar a entrega de uma criança em adoção como uma forma de sofrimento social. Em vez de enfocar o fenômeno espetaculr de "trafico" ou o "rapto" de crianças, examino a "violência cotidiana" na prática rotineira de adoção legal. Em particular, viso demonstrar como a adoção plena emerge como uma forma de violência burocrática estatal que arrisca aumentar o sofrimento que pesa sobre a experiência. Conforme essa linha de raciocínio, investigo o "de-kinning" de mães de nascimento, i.é., o esforço institucional investido em desfazer a categoria naturalizada da maternidade biológica. Contudo, minha questão principal, elaborada na segunda parte desse texto, é como esse processo é experimentado pelas pessoas mais envolvidas. Ao todo, meu propósito é olhar de perto situações nas quais a análise de discursos e práticas revela as ambivalências da experiência social, introduzindo assim novos elementos nos debates sobre políticas sociais, e ampliando as possibilidades criativas da "plasticidade" do parentesco.

Keywords : violênciae subjetividade; antropologia legal; práticas de parentesco; sofrimento social.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English