SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.10 número2Para pensar las redes transnacionales: itinerarios e historias migratorias de los capoeiristas brasileños en MadridBetween dictatorships and revolutions: narratives of Argentine and Brazilian exiles índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Vibrant: Virtual Brazilian Anthropology

versão On-line ISSN 1809-4341

Resumo

SILVA, Douglas Mansur da. Portuguese writers and scientists exiled in Brazil: exclusion, cosmopolitanism and particularism (1945-1974). Vibrant, Virtual Braz. Anthr. [online]. 2013, vol.10, n.2, pp.273-304. ISSN 1809-4341.  https://doi.org/10.1590/S1809-43412013000200009.

Este artigo analisa as relações entre cosmopolitismo e particularismos na abordagem da temática do exílio presente nas trajetórias, obras e discursos de escritores (Adolfo Casais Monteiro, Jorge de Sena e Vitor Ramos) e cientistas (António Aniceto Monteiro, António Brotas, Alfredo Pereira Gomes, José Morgado e Ruy Luis Gomes) portugueses radicados no Brasil entre 1945 e 1974. A circulação internacional de cientistas e escritores portugueses, exilados durante a vigência do Estado Novo em Portugal, contou com o apoio de redes profissionais, de amizade, de parentesco ou de filiação ideológica no campo da oposição, mas foi também resultado de formas de expulsão do país de origem e de impedimentos à atuação, tanto em Portugal quanto no estrangeiro. Neste sentido, este texto também foca as trajetórias pessoais e coletivas dos personagens e como estas teriam relação com as fronteiras de pertencimento que estabeleceram ao longo da vida.

Palavras-chave : Exílio; Cosmopolitismo; Identidade Nacional; Escritores; Cientistas; Portugueses.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons