SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.15 issue3Children showing labial palatine fissures and a low weight at birth in central hearing testsEvaluating the effect of the temporomandibular disorder treatment over tinnitus author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Arquivos Internacionais de Otorrinolaringologia

Print version ISSN 1809-4872

Abstract

MENEGOTTO, Isabela Hoffmeister; SOLDERA, Cristina Loureiro Chaves; ANDERLE, Paula  and  ANHAIA, Tanise Cristaldo. Correlação entre perda auditiva e resultados dos questionários Hearing Handicap Inventory for the Adults: Screening Version HHIA-S e Hearing Handicap Inventory for the Elderly - Screening Version - HHIE-S. Arquivos Int. Otorrinolaringol. (Impr.) [online]. 2011, vol.15, n.3, pp. 319-326. ISSN 1809-4872.  http://dx.doi.org/10.1590/S1809-48722011000300009.

INTRODUÇÃO: Os questionários de autoavaliação são úteis para quantificar as consequências emocionais e sociais/situacionais percebidas em função da perda de audição, podendo ser utilizados em diversas situações na rotina clínica, como a triagem auditiva. OBJETIVO: Verificar a sensibilidade e a especificidade dos questionários HHIA-S e HHIE-S na detecção de perda auditiva e suas aplicabilidades em triagens auditivas e analisar a capacidade desses questionários em detectar diferentes graus de comprometimento auditivo na população estudada. MÉTODO: Estudo retrospectivo, 51 indivíduos, entre 18 e 88 anos, responderam aos questionários Hearing Handicap Inventory for Adults Screening Version - HHIA-S e Hearing Handicap Inventory for the Elderly Screening Version - HHIE-S em sala de espera de um ambulatório de otorrinolaringologia do SUS. RESULTADOS: Os instrumentos revelaram baixa sensibilidade (47%), não identificando indivíduos com perda auditiva; porém, apresentaram alta especificidade (75%), identificando, corretamente, indivíduos que não apresentavam problemas de audição. Ainda, não existiu associação significativa entre o grau da perda auditiva e o grau de restrição de participação. CONCLUSÃO: Os referidos questionários apresentaram baixa sensibilidade e alta especificidade, não sendo eficazes para triagens auditivas em um grupo com queixas auditivas prévias, e também não foram capazes de detectar diferentes tipos e graus de comprometimento auditivo.

Keywords : questionários; sensibilidade e especificidade; perda auditiva; envelhecimento.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese