SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.15 issue4Tourette syndrome: review of literatureThe use of simulators in the learning for otologic surgery author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Arquivos Internacionais de Otorrinolaringologia

On-line version ISSN 1809-4856

Abstract

MAIA, Francisco Carlos Zuma e; DOLGANOV, Alexandre  and  LAVINSKY, Luiz. Tratamento cirúrgico da doença de Ménière por meio de Shunts labirínticos: passado e presente. Arquivos Int. Otorrinolaringol. (Impr.) [online]. 2011, vol.15, n.4, pp.501-508. ISSN 1809-4856.  http://dx.doi.org/10.1590/S1809-48722011000400015.

INTRODUÇÃO: As cirurgias dos shunts endolinfáticos empregadas para o tratamento da vertigem na doença de Ménière incapacitante permanece um tópico controverso. Portmann, em 1926, foi o primeiro a executar a cirurgia, incisando o saco endolinfático com o objetivo de diminuir a pressão endolinfática da orelha interna. Planejadas para criar uma fístula que conecte o espaço endo e perilinfático, as saculotomias foram descritas por Fick em 1964, por Cody em 1969 e por Schuknecht (cocleossaculotomia) em 1982, entretanto foram paulatinamente abandonadas devido à alta incidência de perda auditiva. Uma nova e promissora opção cirúrgica dos shunts, em caráter experimental, é a utriculostomia, realizada por Lavinsky em 1999. OBJETIVO: Realizar uma revisão da literatura sobre as principais técnicas cirúrgicas dos shunts endolinfáticos empregados no tratamento da doença de Ménière, seus resultados e o que há de avanços no entendimento desses procedimentos. MÉTODO: Com base nos dados da literatura, são discutidas as principais técnicas cirúrgicas dos shunts endolinfáticos e sua racionalidade no tratamento da doença de Ménière incapacitante. CONCLUSÃO: Existe muita controvérsia sobre a efetividade dos procedimentos cirúrgicos dos shunts endolinfáticos para o tratamento da doença de Ménière incapacitante, e muitos deles causam danos à orelha interna. A cirurgia experimental utriculostomia, portanto, parece-nos uma opção promissora. Futuras pesquisas poderão fornecer a resposta para essa questão.

Keywords : doença de Ménière; vertigem; saco endolinfático.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf epdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License