SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 número1Idade no diagnóstico e no início da intervenção de crianças deficientes auditivas em um serviço público de saúde auditiva brasileiroMastoidectomia: parâmetros anatômicos x dificuldade cirúrgica índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Arquivos Internacionais de Otorrinolaringologia

versão impressa ISSN 1809-4872

Resumo

QUEVEDO, Lenita da Silva; TOCHETTO, Tania Maria  e  SIQUEIRA, Márcia do Amaral. Condição coclear e do sistema olivococlear medial de frentistas de postos de gasolina expostos a solventes orgânicos. Arquivos Int. Otorrinolaringol. [online]. 2012, vol.16, n.1, pp. 50-56. ISSN 1809-4872.  http://dx.doi.org/10.7162/S1809-48722012000100007.

INTRODUÇÃO: Solventes orgânicos são cada vez mais estudados em função de sua ação ototóxica. OBJETIVO: Avaliar a condição das células ciliadas externas e o sistema olivococlear medial de sujeitos expostos a solventes orgânicos. MÉTODO: Trata-se de um estudo prospectivo. Foram avaliados 78 frentistas de três postos de gasolina da cidade de Santa Maria, Rio Grande do Sul (RS) expostos a solventes orgânicos. Após a aplicação dos critérios de inclusão, a amostra ficou constituída por 24 sujeitos. Os procedimentos utilizados na avaliação foram anamnese audiológica, Emissões Otoacústicas Transientes (EOAT) e pesquisa do efeito supressor das EOAT. Um grupo controle (GC) composto por 23 sujeitos, foi utilizado para comparar sujeitos expostos e não-expostos. A coleta de dados foi realizada na sala de Fonoaudiologia do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador de Santa Maria. RESULTADOS: A presença de EOAT foi maior na orelha esquerda em ambos os grupos; a média da relação sinal/ruído das EOAT de ambas as orelhas foi maior no GE; o efeito supressor das EOAT na orelha direita foi maior nos sujeitos do GE (62,5%) e na orelha esquerda foi superior no GC (86,96%), com diferença estatisticamente significante. A mediana da relação sinal/ruído das EOAT, segundo a faixa de frequência, foi maior no GC em três faixas de frequência na orelha direita e em uma na orelha esquerda. CONCLUSÃO: Não foram encontrados sinais de alteração nas células ciliadas externas nem no sistema olivococlear medial nos sujeitos expostos a solventes orgânicos.

Palavras-chave : tolueno; solventes; audição.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · pdf em Português