SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.43 número2Experiências inovadoras no fotojornalismo contemporâneo: o caso Innovative Storytelling do World Press Photo Digital Storytelling ContestA música pop em David Lynch: canções de época em longas-metragens do diretor índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Intercom: Revista Brasileira de Ciências da Comunicação

versão impressa ISSN 1809-5844versão On-line ISSN 1980-3508

Resumo

SOSTER, Demétrio de Azeredo. A midiatização, as narrativas de bicicleta e os fenômenos midiáticos. Intercom, Rev. Bras. Ciênc. Comun. [online]. 2020, vol.43, n.2, pp.113-132.  Epub 04-Set-2020. ISSN 1980-3508.  https://doi.org/10.1590/1809-5844202026.

Analisa-se narrativas publicadas em livros impressos cujos relatos referem-se, completamente ou em parte, a transformações pessoais ocorridas em decorrência do uso da bicicleta como forma de turismo ou lazer. Em especial as “narrativas de bicicleta”, ou “cicloturísticas”, compreendidas como “(...) relatos, textuais, imagéticos ou sonoros, estruturados a partir de viagens de bicicleta, portanto fáticos, com fins turísticos ou de entretenimento” (SOSTER, 2017, 2018). Inquieta-nos o axioma segundo o qual a) as bicicletas transformam, geralmente para melhor, as pessoas. Mas, também, o pressuposto que a b) materialidade dos sentidos decorrentes desse fenômeno é decorrência das complexificações provocadas pela processualidade da midiatização nas gramáticas circunscritas. Trata-se de uma análise de natureza qualitativa (DEMO, 2000), com enfoque discursivo, nos moldes de Veron (2004).

Palavras-chave : Narrativas de bicicleta; Narrativas cicloturísticas; Cicloturismo; Midiatização; Sentido.

        · resumo em Espanhol | Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )