SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.15 issue3Hypertensive elderly people in primary health care: discourses and identitiesAging index development in Brazil, regions, and federative units from 1970 to 2010 author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia

Print version ISSN 1809-9823

Abstract

SILVA, Vanessa de Lima; ALBUQUERQUE, Maria de Fátima Pessoa Militão de; CESSE, Eduarda Ângela Pessoa  and  LUNA, Carlos Feitosa. Perfil de mortalidade do idoso: análise da evolução temporal em uma capital do Nordeste brasileiro de 1996 a 2007. Rev. bras. geriatr. gerontol. [online]. 2012, vol.15, n.3, pp. 433-441. ISSN 1809-9823.  http://dx.doi.org/10.1590/S1809-98232012000300005.

OBJETIVO: Este trabalho objetivou analisar a evolução temporal da mortalidade de idosos no município de Recife no período de 1996 a 2007. MÉTODOS: Realizou-se estudo de evolução temporal, com o universo de óbitos da população idosa (>60 anos). Os coeficientes de mortalidade foram calculados, padronizados por idade e sexo, pelo método direto para subgrupos etários, sexo, estado civil, causa básica de óbito, local de ocorrência e assistência médica na base de mil habitantes.  Foram realizadas análises descritivas e análise de regressão linear. RESULTADOS: A mortalidade em idosos no Recife apresenta tendência de declínio na série analisada, com maiores coeficientes entre os idosos longevos (>80 anos). Os idosos homens apresentam maior mortalidade em relação às idosas, com tendência de diminuição dos coeficientes. Quanto ao estado civil, houve aumento da mortalidade entre idosos solteiros e separados judicialmente. A maioria dos óbitos ocorreu em hospitais e com assistência médica no momento do óbito. Foi observada tendência de decréscimo da mortalidade por doenças do aparelho circulatório, doenças infecciosas e parasitárias, doenças do aparelho digestivo e sinais e sintomas mal definidos e aumento da mortalidade por doenças do aparelho geniturinário. A evolução da mortalidade por neoplasias, doenças endócrinas, nutricionais e metabólicas, doenças do aparelho respiratório e causas externas não sofreu variações. CONCLUSÕES: A mortalidade do idoso recifense apresentou padrão semelhante à realidade nacional, destacando-se a tendência de redução dos coeficientes de mortalidade.

Keywords : Mortalidade; Idoso; Sistemas de informação; Recife.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese