SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.15 issue3Correlation between nutritional status and hand grip strength in elderlyAssessment instrument for elderly falls (IAQI): nurses analyzing vulnerability and fragility author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia

Print version ISSN 1809-9823

Abstract

BARRICELLI, Inês de Lourdes Ferraz O.B.L.; SAKUMOTO, Irene Keiko Yagome; SILVA, Lívia Helena Moreira da  and  ARAUJO, Cibelle Vanessa de. Influência da orientação religiosa na qualidade de vida de idosos ativos . Rev. bras. geriatr. gerontol. [online]. 2012, vol.15, n.3, pp. 505-515. ISSN 1809-9823.  http://dx.doi.org/10.1590/S1809-98232012000300011.

OBJETIVO: Identificar modalidades de orientação religiosa, se intrínseca ou extrínseca, e possíveis relações com a qualidade de vida de idosos ativos, além de compreender as manifestações do fenômeno religioso para uma adequada atuação clínica nos desafios das práticas do atendimento ao idoso. MÉTODOS: A amostra foi composta de 60 idosos ativos, frequentadores de grupos de convivência na cidade de São José dos Campos, SP. Foram aplicados dois instrumentos: questionário genérico Medical Outcomes Study 36-Item Short-Form Health Survey (SF-36), para avaliar a qualidade de vida, e Escala de Orientação Religiosa Intrínseca e Extrínseca, além de entrevista orientada por um questionário sociodemográfico, elaborado pelas pesquisadoras. Os dados foram tratados estatisticamente utilizando o teste t Student bilateral, a um nível de confiança de 5%. RESULTADOS: Foram avaliados 11 homens (18%) e 49 mulheres (82%), com idade entre 61 e 85 anos. Não houve diferença estatisticamente significativa em todos os domínios relacionados do SF-36 entre as mulheres com religiosidade intrínseca e extrínseca. Entre os homens, somente foi encontrada diferença estatisticamente significativa no domínio "estado geral de saúde", que foi considerado melhor entre aqueles com religiosidade intrínseca. CONCLUSÃO: De modo geral, não se verificaram relações significativas entre a orientação religiosa e a qualidade de vida. Pode-se aventar, diante disso, que esses  resultados se devem ao fato de a população estudada participar de grupos de convivência e morar em cidade com alto nível de futuridade, sentindo-se amparada nos aspectos de proteção, participação e saúde.

Keywords : Envelhecimento; Qualidade de vida; Religião; Idoso; Centros de Convivência e Lazer; São José dos Campos, SP.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese