SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.15 issue3Assessment instrument for elderly falls (IAQI): nurses analyzing vulnerability and fragilityInfluence of physical exercise in the symptomatology of climacteric women author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia

On-line version ISSN 1981-2256

Abstract

CORREIA, Thyago Moreira Paranhos et al. Perfil dos idosos em situação de violência atendidos em serviço de emergência em Recife-PE. Rev. bras. geriatr. gerontol. [online]. 2012, vol.15, n.3, pp.529-536. ISSN 1981-2256.  http://dx.doi.org/10.1590/S1809-98232012000300013.

OBJETIVO: Determinar o perfil da violência sofrida pelo idoso atendido em serviço de emergência do Hospital da Restauração (HR), em Recife-PE. METODOLOGIA: Estudo epidemiológico, descritivo, quantitativo de corte transversal. Foram analisados todos os prontuários médicos referentes aos atendimentos em cirurgia geral, ortopedia e clínica médica realizados na emergência de adultos do HR entre 1º de janeiro e 31 de dezembro de 2007, disponibilizados pelo Serviço de Arquivo Médico, totalizando 72.232 prontuários. RESULTADOS: Do total de prontuários analisados, foram registrados 79 casos de violência contra o idoso. Destes, 63,3% do sexo masculino. A faixa etária predominante foi compreendida entre 60-70 anos (72,2%). Em 81,1% dos prontuários, não houve registro sobre vínculo empregatício ou situação previdenciária do agredido. Em relação ao local de residência da vítima, a maioria (46,8%) residia em Recife-PE. Quanto ao levantamento de dados sobre o agressor, quando este foi citado (3,7%), todos pertenciam ao sexo masculino, sendo notificada a relação com a vítima em um único caso (filho). O tipo de violência mais frequente foi a física (97,5%). Quanto à natureza da lesão, a mais comum foi a contusão (27,8%). Os sítios de lesão mais acometidos foram a face (35,4%), crânio (31,6%) e extremidades (22,8%). Em relação ao instrumento, os contundentes foram os mais utilizados (29,1%), seguido dos perfuro-cortantes (19%). O mês de janeiro prevaleceu com o maior número de atendimentos (21,6%) e os casos de violência ocorreram principalmente na sexta-feira (16,1%), quarta-feira (17,7%), sábado (17,7%) e domingo (17,7%). CONCLUSÃO: O idoso vítima de violência foi principalmente homem, com faixa etária de 60-70 anos. O tipo de violência mais frequente foi a física, especialmente contusão em face ou crânio, ocorrendo mais no fim de semana.

Keywords : Agressão; Idoso; Violência; Hospitais de emergência; Recife, PE.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf epdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License