SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.15 issue3Assessment instrument for elderly falls (IAQI): nurses analyzing vulnerability and fragilityInfluence of physical exercise in the symptomatology of climacteric women author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia

Print version ISSN 1809-9823

Abstract

CORREIA, Thyago Moreira Paranhos et al. Perfil dos idosos em situação de violência atendidos em serviço de emergência em Recife-PE. Rev. bras. geriatr. gerontol. [online]. 2012, vol.15, n.3, pp. 529-536. ISSN 1809-9823.  http://dx.doi.org/10.1590/S1809-98232012000300013.

OBJETIVO: Determinar o perfil da violência sofrida pelo idoso atendido em serviço de emergência do Hospital da Restauração (HR), em Recife-PE. METODOLOGIA: Estudo epidemiológico, descritivo, quantitativo de corte transversal. Foram analisados todos os prontuários médicos referentes aos atendimentos em cirurgia geral, ortopedia e clínica médica realizados na emergência de adultos do HR entre 1º de janeiro e 31 de dezembro de 2007, disponibilizados pelo Serviço de Arquivo Médico, totalizando 72.232 prontuários. RESULTADOS: Do total de prontuários analisados, foram registrados 79 casos de violência contra o idoso. Destes, 63,3% do sexo masculino. A faixa etária predominante foi compreendida entre 60-70 anos (72,2%). Em 81,1% dos prontuários, não houve registro sobre vínculo empregatício ou situação previdenciária do agredido. Em relação ao local de residência da vítima, a maioria (46,8%) residia em Recife-PE. Quanto ao levantamento de dados sobre o agressor, quando este foi citado (3,7%), todos pertenciam ao sexo masculino, sendo notificada a relação com a vítima em um único caso (filho). O tipo de violência mais frequente foi a física (97,5%). Quanto à natureza da lesão, a mais comum foi a contusão (27,8%). Os sítios de lesão mais acometidos foram a face (35,4%), crânio (31,6%) e extremidades (22,8%). Em relação ao instrumento, os contundentes foram os mais utilizados (29,1%), seguido dos perfuro-cortantes (19%). O mês de janeiro prevaleceu com o maior número de atendimentos (21,6%) e os casos de violência ocorreram principalmente na sexta-feira (16,1%), quarta-feira (17,7%), sábado (17,7%) e domingo (17,7%). CONCLUSÃO: O idoso vítima de violência foi principalmente homem, com faixa etária de 60-70 anos. O tipo de violência mais frequente foi a física, especialmente contusão em face ou crânio, ocorrendo mais no fim de semana.

Keywords : Agressão; Idoso; Violência; Hospitais de emergência; Recife, PE.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese