SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 número2Caracterização dos problemas relacionados aos pés de idosos de uma comunidade em município do interior do Estado de São PauloRisco nutricional e fatores associados em idosos com insuficiência cardíaca crônica admitidos em hospital especializado em cardiologia no Brasil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia

versão impressa ISSN 1809-9823

Resumo

CAVALLI, Adriana Schüler et al. Motivação de pessoas idosas para a prática de atividade física: estudo comparativo entre dois programas universitários - Brasil e Portugal. Rev. bras. geriatr. gerontol. [online]. 2014, vol.17, n.2, pp.255-264. ISSN 1809-9823.  http://dx.doi.org/10.1590/S1809-98232014000200004.

OBJETIVO:

Identificar o que motiva o idoso a participar em programas de atividade física em duas universidades conveniadas, uma no Brasil e outra em Portugal.

MÉTODOS:

O estudo caracterizou-se como descritivo transversal de caráter quantitativo. A amostra foi composta por 263 participantes de ambos os sexos, com média de idade de 69,8±6,44 anos. Destes, 213 participavam do Núcleo de Atividades para a Terceira Idade da Escola Superior de Educação Física da Universidade Federal de Pelotas-RS, Brasil, e 50 participavam do Projeto Exercício e Saúde: Envelhecimento Ativo, da Faculdade de Desporto da Universidade do Porto, Portugal. Para a coleta dos dados, foi aplicado um questionário sobre características sociodemográficas e determinantes da prática de atividade física. Na análise estatística, foi utilizado o teste t Student para amostras independentes e o valor de confiança de p<0,05 para calcular a diferença das médias entre os grupos.

RESULTADOS:

Quanto aos motivos de adesão aos projetos, houve diferença significativa para "indicação médica" (p<0,001), "recuperação de lesões" (p=0,003), "ocupação do tempo livre" (p<0,001) e "motivos estéticos" (p=0,001). Quanto à importância da atividade física, houve diferença para "recuperação de lesões" (p=0,002) e "motivos estéticos" (p<0,001). Diferenças significativas relacionadas tanto a variáveis sociodemográficas quanto aos determinantes para a prática de atividade física entre os grupos foram identificadas.

CONCLUSÕES:

Mesmo vivendo em diferentes realidades culturais, os idosos analisados compartilham os mesmos objetivos e motivação para a prática de atividade física, percebendo a saúde como uma preocupação em comum.

Palavras-chave : Envelhecimento; Atividade Motora; Motivação; Relações Comunidade-Instituição; Idoso.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )