SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.22 número6Comportamento da pressão arterial após uma sessão de exercícios físicos combinados em idosas hipertensasAnálise do consumo de alimentos fontes de ômega 3 por participantes de grupos de convivências índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia

versão impressa ISSN 1809-9823versão On-line ISSN 1981-2256

Resumo

MARIANI, Ana Carolina; POZZI, Fernanda Santos; ARMOND, Jane de Eston  e  VINAGRE, Carmen Guilherme Christiano de Matos. Cuidados cutâneos e dermatoses prevalentes em idosos atendidos em uma clínica privada e sua relação com comorbidades. Rev. bras. geriatr. gerontol. [online]. 2019, vol.22, n.6, e190226.  Epub 15-Jun-2020. ISSN 1981-2256.  https://doi.org/10.1590/1981-22562019022.190226.

Objetivo

: Identificar e avaliar a prevalência das alterações de pele nas pessoas idosas pesquisadas, assim como detectar o fototipo de pele de acordo com a classificação de Fitzpatrick e avaliar se houve associação entre as alterações apresentadas com fatores que as predispõem (tabagismo, diabetes mellitus e hipertensão arterial). Além disso, avaliar o nível de conhecimento dos mesmos em relação aos cuidados com a pele.

Método

: Trata-se de estudo transversal realizado de abril a agosto de 2018 sendo a amostra selecionada por conveniência, 80 idosos frequentadores da clínica privada. Aplicado questionário aos idosos para saber os cuidados com a pele e ficha de atendimento com informações sobre exame físico da pele. Dados analisados pelo método do qui- quadrado ou exato de Fisher. Para determinar o efeito independente das variáveis exploratórias sobre a variável resposta foi utilizada a regressão de Poisson.

Resultados

: trata-se de população de baixa escolaridade, baixa renda que não cuida adequadamente de sua pele e 70% apresentam fototipo 4. A maioria (73%) conhece o que é o câncer de pele e cerca de 50% não faz uso de protetor solar nem hidratante. Não houve diferença significativa entre os sexos (p>0,05). Cerca da metade dos idosos relatou ter sido orientada sobre os cuidados cutâneos. Setenta e dois por cento conhecem os perigos da exposição solar. A alteração cutânea mais encontrada foi a melanose e foi encontrada associação entre diabetes e ceratose.

Conclusão

: Trata-se de população de baixa renda, baixa escolaridade e que se expõe ao sol, não faz uso devido de protetor solar e nem hidratantes, busca informação de saúde com o médico e conhece o que é o câncer de pele.

Palavras-chave : Envelhecimento; Envelhecimento da pele; Dermatoses; Diabetes Mellitus.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )