SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.22 issue6Parkinson’s disease: coping and coexistenceLoneliness in senescence and its relationship with depressive symptoms: an integrative review author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia

Print version ISSN 1809-9823On-line version ISSN 1981-2256

Abstract

LEITE, Bruna Cardoso; OLIVEIRA-FIGUEIREDO, Danielle Samara Tavares de; ROCHA, Fabiana Lucena  and  NOGUEIRA, Matheus Figueiredo. Multimorbidade por doenças crônicas não transmissíveis em idosos: estudo de base populacional. Rev. bras. geriatr. gerontol. [online]. 2019, vol.22, n.6, e190253.  Epub July 13, 2020. ISSN 1981-2256.  https://doi.org/10.1590/1981-22562019022.190253.

Objetivo:

estimar a prevalência de multimorbidade por doenças crônicas não transmissíveis em idosos residentes no Nordeste brasileiro e analisar sua associação com fatores sociodemográficos, comportamentais e antropométricos.

Método:

estudo transversal, com 3.141 idosos, participantes da Pesquisa Nacional de Saúde, 2013. A variável dependente foi multimorbidade e as variáveis independentes foram indicadores sociodemográficos, comportamentais e antropométricos. Realizaram-se análises descritivas, bivariadas e modelos de regressão logística.

Resultados:

A prevalência de multimorbidade foi 23,7%, sendo o estado de Alagoas o que apresentou maior prevalência desse desfecho (27,2%). Associaram-se à ocorrência de multimorbidade: sexo feminino (OR=1,33; p=0,002), idade superior a 80 anos (OR=1,35; p=0,019) e excesso de peso (sobrepeso ou obesidade) (OR=1,37 p=0,001). Foram identificados como fatores de proteção a cor parda (OR=0,79; p=0,013) e o baixo peso (OR=0,71; p=0,017).

Conclusão:

A prevalência de multimorbidade em idosos que vivem em comunidade, na região Nordeste do Brasil, foi de quase um quarto da população do estudo, destacando-se o estado de Alagoas com maior prevalência. O sexo, a faixa etária, a cor de pele e o excesso de peso se associaram ao desfecho. O conhecimento desses fatores pode nortear o cuidado em saúde quanto à prevenção, controle e redução de complicações dessas doenças e agravos, além de sugerir o fortalecimento de estratégias e políticas de educação em saúde.

Keywords : Envelhecimento; Doença Crônica; Multimorbidade.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )