SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.13 issue2Relationship between motor performance and physical fitness score in 7- to 8-year-old children author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano

On-line version ISSN 1980-0037

Abstract

RADAELLI, Regis; WILHELM NETO, Eurico Nestor; MARQUES, Martim Francisco Bottaro  and  PINTO, Ronei Silveira. Espessura e qualidade musculares medidas a partir de ultrassonografia: influência de diferentes locais de mensuração. Rev. bras. cineantropom. desempenho hum. (Online) [online]. 2011, vol.13, n.2, pp. 87-93. ISSN 1980-0037.  http://dx.doi.org/10.5007/1980-0037.2011v13n2p87.

Os objetivos do presente estudo foram: a) observar se há diferença entre os valores de espessura muscular (EM) medidos por ultrassonografia e qualidade muscular (QM) de três diferentes pontos nos músculos flexores de cotovelo e extensores de joelho, b) analisar a correlação das medidas de EM e força isométrica de flexão de cotovelo e extensão de joelho. Sessenta e nove sujeitos homens, fisicamente ativos, participaram do estudo. Os valores de produção de força isométrica de flexão de cotovelo e extensão de joelho foram obtidos nos ângulos de 90° e 60°, respectivamente. A medida de EM foi realizada em três pontos nos flexores de cotovelo (proximal - BB1, médio - BB2, e distal - BB3) e extensores de joelho (proximal - RI1, medial - RI2, e distal - RI3). As diferenças entre as três medidas de EM e QM foram avaliadas por meio da one-way ANOVA para medidas repetidas, e a correlação entre EM e produção de força foi testada utilizando correlação de Pearson. O nível de significância utilizado foi de p<0,05. A EM e a QM diferiram estatisticamente nos três pontos de medidas, tanto nos flexores do cotovelo quanto nos extensores do joelho (p<0,001). As correlações entre as medidas de EM dos flexores de cotovelo nos pontos BB1, BB2 e BB3 e a produção de força isométrica foram r=0,57, r=0,52 e r=0,59 (p<0,05), respectivamente. Já nos extensores de joelho, estas foram de r=0,47, r=0,51 e r=0,53 (p<0,01), nos pontos RI1, RI2, e RI3, respectivamente. Os resultados do presente estudo demonstraram que o ponto de medida exerce influência significativa na EM e QM. Os valores de EM relacionam-se com os de produção de força isométrica dos flexores de cotovelo e extensores de joelho.

Keywords : Ultrasonografia; Espessura muscular; Qualidade muscular; Força muscular.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese